Não houve surpresa na rodada de hoje na Liga dos Campeões da Europa. Em Madri, o Real soube aproveitar o fato de o Wolfsburg ter começado o jogo absurdamente recuado, e marcou os dois gols suficientes para ganhar tranqüilidade e com paciência chegar ao placar que precisava: 3 a 0. A zebra faz parte do cotidiano do futebol, mas não seria difícil esperar, na prática, que o time alemão, com Dante e Luiz Gustavo como defensores, pudesse resistir a uma noite inspirada de Cristiano Ronaldo, que marcou três vezes e encerrou a questão.

O Real soube aproveitar o fato de o Wolfsburg ter começado o jogo absurdamente recuado

Em Manchester, o City também fez o resultado necessário, 1 a 0, diante de um Paris Saint-Germain conformado – primeiro com o empate e depois com a derrota – e que mais uma vez morreu no caminho.

Amanhã o Atlético de Madrid recebe o Barcelona, que ganhou a primeira partida, mas que já não é tão favorito como antes, após tropeços recentes no Campeonato Espanhol. E o Benfica, que perdeu por apenas 1 a 0 em Munique, enfrenta o Bayern em Lisboa, em jogo de placar imprevisível, pois se o time português é inferior sob o aspecto técnico, o alemão não tem realizado atuações de encher os olhos. Parece, no entanto, que se o Benfica mostrar medo poderá ser engolido pelo adversário.