O empate de 0 a 0 entre França e Suíça, em Lille, garantiu a passagem de ambas para a próxima fase da Eurocopa. No outro jogo do Grupo A, a Albânia fez história, derrotando a Romênia por 1 a 0, em Lyon. França, sete pontos, Suíça, cinco, seguem, Albânia, três, e România, um, estão fora.

Não ocorreu, ao longo do primeiro tempo, no Pierre Mauroy, nada que não fosse previsto. A França procurando o gol, e a Suíça, mais atrás, sem abrir mão, no entanto, de ameaçar o adversário, tanto que criou a primeira chance, aos sete minutos, no escanteio cobrado por Shaqiri, que Embolo, na pequena área, não alcançou.

As melhores ocasiões, porém, surgiram pelos pés de Pogba, que ficou no quase. Na primeira, aos 11, o craque bateu da meia-lua, Sommer tocou na bola, que foi ao travessão. Aos 17, em outra pancada, essa distante, ganhou o mesmo destino. Com meia hora, a Suíça apertou a marcação no meio, e apesar do incentivo da torcida, cantando o hino francês, o jogo chegou ao intervalo no zero.

Não houve mudança significativa na etapa derradeira. A França buscando a vitória, e o adversário sonhando com o empate que lhe garantia a classificação. Aos 12, Griezmann mandou pancada para defesa de Sommer. Aos 30, Payet – que havia substituído Coman, apanhou cruzamento de Sissoko e acertou trave. O craque tentou mais duas vezes. No entanto, não era dia. No finzinho, Sgana puxou Dzemaili pela camisa, mas o árbitro esloveno fez vista grossa.

Ninguém, no entanto, saiu triste.

 

FRANÇA 0 x 0 SUÍÇA

Data: Domingo, 19 de junho de 2016.

Local: Stade Pierre Mauroy, em Lille / França.

Arbitragem: Damir Skomina, Jure Praprotnik e Robert Vukan / Eslovênia.

FRANÇA: Hugo Lloris, Bacary Sagna, Adil Rami, Laurent Koscielny e Patrice Evra; Moussa Sissoko, Yohan Cabayé, Paul Pogba e Kingsley Coman (Florent Payet 62’); André-Pierre Gignac e Antoine Griezmann (Blaise Matuidi 76’). Técnico: Didier Deschamps.

SUÍÇA: Yann Sommer, Stephan Kichtsteiner, Fabian Schär, Johan Djourou e Ricardo Rodriguez; Valon Behrami, Granit Xhaka, Xherdan Shaqiri (Gélson Fernandes 78’) e Blerim Dzemaili; Admir Mehmedi (Michael Lang 85’) e Breel-Donald Embolo (Haris Seferovic 73’). Técnico: Vladimir Petkovic.