A Eslováquia alcançou o seu objetivo, ao empatar por 0 a 0 com a Inglaterra, em Saint-Etiènne. Chegou aos quatro pontos e continua alimentando a possibilidade de brigar por uma vaga na próxima fase da Eurocopa, pois foi um dos terceiros colocados de chaves. Gales derrotou a Rússia por 3 a 0, em Toulouse, e terminou na liderança do Grupo B, com seis pontos, seguido de Inglaterra, cinco, Eslováquia, quatro, e Rússia, um.

Foi mais um jogo de ataque contra defesa na Eurocopa. A Inglaterra teve a posse da bola, o controle do jogo e criou várias chances. A Eslováquia, como outras equipes do segundo escalão do continente, apresentou a obediência tática, com duas linhas de quatro, e a esperança de que Hamsik, o craque do time, e Weiss, o homem mais avançado, pudessem aproveitar um erro da zaga inglesa para ganhar a partida.

As melhores oportunidades da equipe dirigida por Roy Hodgson no primeiro tempo surgiram aos 16 minutos – Vardy entrou livre e chutou em cima de Kozacik – e aos 32, quando Clyne rolou para Lallana, que também bateu para intervenção do goleiro. A Eslováquia manteve o esquema defensivo na etapa final.

Assim, a Inglaterra começou a mexer logo aos 10 minutos, lançando Rooney na vaga de Wilkshere, e Dele Alli no de Lallana, para tornar o time mais ofensivo, o que levou o adversário a trocar duas peças, Duda e Pecovsky, por respectivamente Svento e Gyömber, visando reforçar a retranca. Aos sete, Clyne concluiu livre na pequena área e Durica desviou para escanteio. Aos 17, Henderson cruzou, Dele Alli escorou e Skrtel evitou o gol quase na linha da meta. Harry Kane substituiu Sturridge. Outras chances aparteceram. Inútil. Os eslovacos sequer tentavam ir ao ataque, tanto que o técnico Jan Kozák sacou Weiss, e pôs Skriniar, mais uma fechar o cadeado. Aos 39, Mak sentiu contusão, saiu, e voltou, mas sem condição de jogo. E 0 a 0 – o quarto da Eurocopa 2016 – permaneceu.

 

INGLATERRA 0 x 0 ESLOVÁQUIA

Data: Segunda-feira, 20 de junho de 2016.

Competição: Copa de Nações da Europa / Grupo B / 3ª rodada.

Local: Stade Geoffrey Guichard, em Saint-Etiènne / França.

Arbitragem: Carlos Velasco Carballo, Juan Yuste e Roberto Alonso / Espanha.

INGLATERRA: Joe Hart, Nathaniel Clyne, Garil Cahill, Chris Smalling e Ryan Bertrand; Jordan Henderson, Eric Dier, Jack Wilshere (Wayne Rooney 55’) e Adam Lallana (Dele Alli 60’); Jamie Vardy e Daniel Sturridge (Harry Kane 75’). Técnico: Roy Hodgson.

ESLOVÁQUIA: Matus Kozacik, Peter Pekarik, Martin Skrtel, Jan Durica e Tomas Hubocan; Juraj Kucka, Viktor Pecovsky (Norbert Gyömber 67’), Marek Hamsik e Robert Mak; Ondrej Duda (Dusan Svento 57’) e Vladimir Weiss (Milan Skriniar 78’). Técnico: Jan Kozák.