O Flamengo perdeu muitas oportunidades, mas venceu o Inter por 1 a 0 em Cariacica-ES, numa partida em que a equipe gaúcha não conseguiu uma chance real de gol, pela firmeza da retaguarda rubro-negra, e é claro, a inoperância do adversário, que em momento algum justificou a presença no G-4. Zé Ricardo Mannarino precisa ajustar uma falha evidente: a dificuldade no último passe e as finalizações.

O Flamengo já foi melhor no primeiro tempo, firme atrás, e apresentando um futebol razoável entre o meio e o ataque, dado que o Inter, mesmo contando com maior posse de bola, não conseguiu decidir se defendia ou jogava na frente, tanto que não teve uma única chance, e pior, permitiu que o adversário criasse pelo menos três delas. Aos 17 minutos, William cortou com o braço a trajetória de um cruzamento de Jorge, mas o árbitro ignorou o pênalti. Aos 18, Jorge apanhou rebote, devolveu da meia-lua, e William evitou o gol em cima da linha. Aos 19, William Arão levantou, Guerrero escorou e Éderson completou, ambos de cabeça: 1 a 0.

O Flamengo recuou ao longo de 10 minutos, mas o Inter não soube superar a defesa rubro-negra. Aos 30, Rodinei cruzou, a zaga rebateu, e Marcelo Cirino praticamente atrasou para Muriel. Nada de novo até o intervalo. O time gaúcho voltou com Mike no lugar de Anderson, peça nula, sinalizando que ser mais ofensivo. Pois o Inter começou buscando o empate, mas mostrava grande dificuldade para levar seus ataques adiante.

O Flamengo saía bem da defesa para o ataque, mas, como dito, errava o último passe ou a conclusão. Aos 19, Éverton, que substituiu Éderson, apanhou sobra e chutou livre em cima do goleiro. Aos 21 e 23, William Arão e Guerrero, respectivamente, acertaram o cantinho esquerdo de Muriel, em finalizações rasteiras, mas ele praticou duas ótimas intervenções para escanetio, a segunda com a pontinha dos dedos.

Como o time carioca desperdiçava as chances, o jogo permeneceu em aberto, pois o Inter lançou Alex e Valdivia, e mesmo em noite pouco inspirada, não desistia do empate. Aos 43, Guerrero rolou para Alan Patrick, que mandou a pancada, que desviou em Artur e foi para fora. Tiago Santos entrou na vaga de Marcelo Cirino. E nada mais ocorreu.

 

FLAMENGO 1 x 0 INTERNACIONAL / RS

Data: Quarta-feira, 29 de junho de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 12ª rodada.

Local: Estádio Municipal Kléber José de Andrade, em Cariacica / ES.

Público:

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, Celso Luiz da Silva e Pablo Almeida da Costa / MG.

Gol: Éderson 18’.

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei (Pará 71’), Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, William Arão, Alan Patrick e Éderson (Éverton 55’); Marcelo Cirino (Tiago Santos 88’) e Guerrero. Técnico: José Ricardo Mannarino.

INTERNACIONAL: Muriel, William, Leandro Almeida, Ernando e Artur; Fernando Bob, Rodrigo Dourado, Anderson (Mike – intervalo) e Seijas (Alex 61’); Eduardo Sasha (Valdivia 82’) e Vitinho. Técnico: Argel Fucks.

 

 

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo