Portugal e Hungria fizeram em Lyon o jogo mais dramático da Eurocopa – terminou em 3 a 3 – pois a equipe lusa esteve três vezes atrás no placar, precisando de pelo menos um empate. Quem brilhou efetivamente, notadamente no segundo tempo, foi Cristiano Ronaldo, que marcou dois gols, livrando sua seleção do pior. As duas seleções se classificaram. Na outra partida do Grupo F, disputada em Saint Denis, a Islândia derrotou a Áustria por 2 a 1, e também garantiu vaga nas quartas.

A Hungria entrou classificada para a próxima fase. E colocou em prática a obediência tática, e aproveitando a afobação de Portugal, amarrou o adversário, que teve muita dificuldade para jogar, até porque Cristiano Ronaldo pouco aparecia.

Aos 19 minutos, Nani desviou de cabeça, dando um passe para Gera, que matou no peito e bateu rasteiro à esquerda de Rui Patrício, abrindo o placar. A equipe dirigida por Bernd Storck continuou mandando no jogo. Elek, aos 23, desperdiçou a chance de ampliar, chutando em cima do goleiro.

Aos 29, a estrela de CR7 começou a aparecer, cobrando a falta que Kiraly conseguiu mandar para escanteio. Aos 41, Cristiano Ronaldo, novamente, lançou Nani, que pegou de canhota à direita, empatando a partida.

O segundo tempo iniciou com toda a velocidade. Aos dois minutos, Ricardo Carvalho fez falta em Szalái. Dzsudzsák bateu, a bola desviou em William Carvalho, e enganou Rui Patrício. Hungria 2 a 1. Aos quatro, João Mário cruzou da direita e CR7 concluiu de letra, à esquerda de Kiraly: 2 a 2. Aos nove, porém, Dzsudzsák mandou pancada de fora da área, e o toque em Nani traiu o goleiro – de novo. Hungria 3 a 2.

Fim de linha para Portugal? Nem tanto. Aos 16, Quaresma levantou da direita e ele, CR7, cabeceou sem apelação: 3 a 3. Nos últimos 15 minutos, os times diminuíram o ritmo, mas não deixaram de procurar o gol. Mas acabou no 3 a 3 que levou ambos, no final das contas, às quartas. Portugal terminou invicto. Não ganhou e nem perdeu. E em terceiro lugar. Mas avançou. Dos males, o menor.

 

PORTUGAL 3 x 3 HUNGRIA

Data: Quarta-feira, 22 de junho de 2016.

Competição: Copa de Nações da Europa / Grupo F / 1ª fase / 3ª rodada.

Local: Stade des Lumières, em Lyon / França.

Arbitragem: Martin Atkinson, Michael Mullarkey e Stephen Child / Inglaterra.

Gols: Zoltán Gera 19’, Nani 42’, Balázs Dzsudzsák 47’ e 54’ e Cristiano Ronaldo 49’ e 62’.

PORTUGAL: Rui Patrício, Vieirinha, Pepe, Ricardo Carvalho e Eliseu Santos; André Gomes (Ricardo Quaresma 61’), William Carvalho, João Mário e João Moutinho (Renato Sanches – intervalo); Cristiano Ronaldo e Nani (Danilo 81’). Técnico: Fernando Manuel Costa Santos.

HUNGRIA: Gabor Kiraly, Adám Langa, Richard Guznics, Roland Juhász e Mihály Korhut; Zoltan Géra (Barnabás Bése – intervalo), Adám Pinter, Áros Elek e Balázs Dzsudzsák; Gergö Lovrencsis (Zoltán Stieber 82’) e Adám Szalai (Krisztián Németh 70’). Técnico: Bernd Storck (Alemanha).