O São Paulo derrotou o Fluminense por 2 a 1, num jogo de dois tempos, pois se o tricolor paulista dominou o primeiro tempo, quando marcou seus gols, o carioca mandou no segundo, diminuindo o placar, empurrando o adversário para trás, embora não tenha encontrado o caminho para o empate.

A estréia de Cueva foi razoável. O peruano e Paulo Henrique Ganso terminaram mancando, e pode ficar sem ambos na partida da próxima quarta contra o Nacional de Mdeellén, da Colômbia, pela Libertadores.

Como dito, o São Paulo fez uma ótima etapa inicial, chegando com freqüência na área carioca, marcando dois gols, desperdiçando outras oportunidades. João Schmidt abriu o placar logo aos dois minutos, escorando de primeira leve desvio de Thiago Mendes, após escanteio cobrado por Cueva.

O gol atrapalhou o Fluminense, que não conseguia qualquer vantagem sobre o time paulista, esbarrando na zaga – Maicon fazia ótima partida – nas raras ocasiões que ameaçava reagir. A única chance da equipe do Rio surgiu aos 36, quando Cícero, de peixinho, mandando a bola para fora. Aos 39, Michel Bastos fez cruzamento perfeito para Alan Kardec, que cabeceou para ampliar: 2 a 0.

O Fluminense voltou com Dudu e Osvaldo nos lugares respectivamente de Édson e Maranhão, peças nulas. Quando Thiago Mendes acertou otravessão, aos quatro minutos, a impressão foi a de que o São Paulo não teria problemas para marcar em outras ocasiões, mas o time carioca começou a crescer, e o paulista a cair de produção, tanto que diminuiu aos cinco, em pênalti – João Schmidt meteu o braço na bola após cabeçada de Henrique – cobrado por Cícero, no cantinho direito de Dênis.

Aos 10, Osvaldo bateu e Bruno evitou o gol quase sobre a linha. O Fluminense continuou melhor, obrigando o adversário a lançar Paulo Henrique Ganso, Ytalo e Matheus Reis, sacando Michel Bastos, Centurión e Carlinhos. As mudanças não surtiram o efeito desejado. Levir Culpi trocou Magno Alves por Richarlyson. Aos 32, Maicon empurrou Osvaldo por trás na área, e o árbitro ignorou o pênalti. Suspense. Aos 40, Ganso sentiu contusão, e permaneceu em campo sem condições de jogo. Cueva também. O São Paulo, com nove, recuou, e quando tinha a bola tentava prendê-la. Conseguiu.

Foi a quinta vitória do time paulista e a quarta derrota do carioca.

 

FLUMINENSE 1 x 2 SÃO PAULO / SP

Data: Quarta-feira, 29 de junho de 2016.

Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo / Morumbi, em São Paulo / SP.

Arbitragem: Anderson Daronco, Élio Nepomuceno de Andrade Júnior e José Eduardo Calza / RS.

Gols: João Schmidt 2’, Alan Kardec 39’ e Cícero 56’ (pênalti).

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Gum, Henrique e Giovanni; Édson (Dudu – intervalo), Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Maranhão (Osvaldo – intervalo) e Magno Alves (Richarlyson 69’). Técnico: Levir Culpi.

SÃO PAULO: Dênis, Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Carlinhos (Matheus Reis 74’); Thiago Mendes, João Schmidt, Cueva e Michel Bastos (Paulo Henrique Ganso 61’); Centurión (Ytalo 70’) e Alan Kardec. Técnico: Edgardo Baúza.

 

Foto: Nelson Perez / Fluminense FC