O Vitória obteve o seu primeiro triunfo sobre o Grêmio em Porto Alegre desde 3 de fevereiro de 1982, gol de Joel Zanata, também pelo Brasileiro. O placar de 2 a 1 ocorreu graças a um pênalti que não houve. Mas é fato que o Tricolor não repetiu as atuações anteriores. Daí a segunda derrota no campeonato e a primeira em casa em 2016. O Rubro-Negro foi ousado no começo e valente no fim.

O Vitória surpreendeu o Grêmio no primeiro tempo, defendendo com firmeza e chegando no ataque com eficiência, descartando aquela retranca que quase todas as equipes armam fora de casa. O time baiano quase paga o preço. Aos seis minutos, Éverton, sem marcação, chutou fora.

Mas a pressão da torcida, muito forte, começou a pesar, e o Tricolor acabou tomando um gol aos 25 minutos. Diego Renan cruzou e Kieza subiu para cabecear à direita: 1 a 0. O Grêmio sentiu, e o Vitória soube aproveitar, quando Dagoberto, aos 30, simulou pênalti – de Bressan – que o árbitro acabou assinalando. Diego Renan cobrou e fez 2 a 0. O zagueiro tomou o cartão vermelho, obrigando o técnico Roger Machado a trocar Éverton Por Marcelo Hermes, para reforçar a defesa.

O time baiano ainda teve uma ótima chance aos 40: Kieza entrou livre na área e chutou em cima de Marcelo Grohe.

No intervalo, Jaílson substituiu Ramiro, muito nervoso, e que já havia recebido advertência. O Vitória retornou recuado, e o Grêmio diminuiu logo aos 10 minutos, ao acaso: Edílson cruzou, Fernando Miguel espalmou, a bola bateu na cabeça de Vítor Ramos e entrou

Mesmo com 10 homens, e no embalo da torcida, que passou a apoiar, a equipe gaúcha passou a pressionar, mantendo o adversário preso na retaguarda, arriscando raros contra-ataques. Os treinadores promoveram várias mudanças, mas não houve alteração, pois se um forçava o empate, o outro procurava a todo custo preservar os três pontos.

Aos 45, Ramon cometeu falha inacreditável, deixando Luan completamente livre para entrar na área e escolher o canto. Luan, porém, tentou colocar à esquerda e mandou a bola para fora. Não havia mais nada para acontecer.

 

GRÊMIO 1 x 2 VITÓRIA / BA

Data: Quinta-feira, 23 de junho de 2016.

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre / RS.

Arbitragem: Sandro Meira Ricci, Carlos Berkenbrock e Neusa Inês Back / SC.

Expulsão: Bressan 30’.

Público: 14.382 espectadores.

Gols: Kieza 25’, Diego Renan 30’(pênalti) e Vítor Ramos 55’ (contra).

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edílson, Fred, Bressan e Marcelo Oliveira; Wallace, Ramiro (Jaílson – intervalo), Éverton (Marcelo Hermes 33’) e Douglas (Guilherme Negueba 65’); Giuliano e Luan. Técnico: Roger Machado.

VITÓRIA: Fernando Miguel, Vítor Ramos, Ramon e Kanu; Diego Renan, Amaral (Leandro Domingues 69’), William Farias, Tiago Real e Euller (José Wellison 83’); Dagoberto (Marcelo 76’) e Kieza. Técnico: Vágner Mancini.