O Corinthians perdeu dois pontos preciosos na briga pelo título do Brasileiro, ao empatar por 1 a 1 com o Figureirense, no Itaquerão, no jogo em que teve a posse da bola, mas não soube traduzir a sua superioridade em vitória. O time paulista, que visita o Internacional no domingo, dia 31, manteve a segunda colocação, mas pode perdê-la amanhã, para Grêmio ou Santos. A equipe de Santa Catarina, que recebe o Vitória no próximo sábado em Florianópolis, está a dois pontos do Z-4, mas Sport, Cruzeiro e Coritiba ameaçam a sua posição nesta rodada.

Como havia de se esperar, o Corinthians entrou buscando o gol, e o Figueirense recuado, marcando muito a partir do meio do campo, sem desprezar, no entanto, a possibilidade de atacar. Logo, vez por outra o time da casa tentava os chutes de fora da área, e quase abre o placar aos 11 minutos, quando Giovanni Augusto visou o cantinho esquerdo, obrigando Thiago Rodrigues a fazer defesa espetacular. O Corinthians continuou forçando, embora sempre atento à retaguarda, tanto que a equipe catarinense em momento algum ameaçou.

Impressionava também a quantidade de faltas do visitante, que recebeu quatro cartões amarelos – Pará, Dodô, Werley e Yago – no primeiro tempo.  Assim, a melhor oportunidade dos paulistas veio aos 41, quando Uendel foi à linha de fundo e levantou para a cabeçada de André, que esbarrou em Pará, sobre a linha. Nos acréscimos, Balbuena errou de forma bisonha após lateral cobrado por Uendel, mas Dodô, que invadiu a área livre, concluiu torto, para fora.

O Figueirense voltou para a segunda etapa com Bady no lugar de Rafael Silva, sinalizando que jogaria ainda mais fechado. Nos primeiros 13 minutos, Giovanni Augusto acertou duas pancadas, para grandes defesas do goleiro. E um pouquinho depois dos 13, Dodô tomou a bola de Marquinhos Gabriel, tirou Bruno Henrique do lance, e bateu firme para fazer 1 a 0. Cristóvão Borges trocou Giovanni Augusto e Rodriguinho por respectivamente Danilo e Elias.

Daí em diante, não houve mais tática, era ataque contra defesa. E de tal forma que o Figueirense ainda teve duas grandes oportunidades, em sequência, aos 33. Dodô entrou livre, encobriu Cássio e foi derrubado. O goleiro só recebeu cartão amarelo. Deveria ter sido expulso. Na cobrança da falta, Rafael Moura mandou no ângulo esquerdo e Cássio praticou intervenção espetacular. Mas a pressão paulista era grande. Aos 38, Marquinhos Gabriel bateu escanteio, e Danilo desviou no canto oposto de Thiago Rodrigues, igualando o placar: 1 a 1. Aos 39, Romero cabeceou livre na área e o goleiro pegou mais uma. E apesar do esforço do Timão, o empate permaneceu.

 

CORINTHIANS 1 x 1 FIGUEIRENSE / SC

Data: Sábado, 23 de julho de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 17ª rodada.

Local: Arena Corinthians / Itaquerão, em São Paulo / SP.

Público: 38.507 pagantes / 38.769 presentes.

Arbitragem: Mariélson Alves Silva / BA, Cristhian Passos Sorence / GO e Leone Carvalho Rocha / GO.

Gols: Dodô 58’ e Danilo 83’.

CORINTHIANS: Cássio, Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique (Guilherme 83’), Rodriguinho (Elias 60’), Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto (Danilo 65’); Romero e André. Técnico: Cristóvão Borges.

FIGUEIRENSE: Thiago Rodrigues, Ayrton, Werley, Bruno Alves e Pará (Guilherme Morassi 87’); Jéferson, Elicarlos (Jackson Caucaia 78’), Dodô e Yago; Rafael Silva e Rafael Moura (Bady – intervalo). Técnico: Argel Fucks.

 

Foto: Agência Corinthians