O Palmeiras obteve a sua 10ª vitória, 1 a 0 sobre o Internacional, em Porto Alegre, na estréia de Falcão como técnico do time gaúcho. E apesar de ter a posse da bola por mais tempo, foi a equipe paulista que teve as melhores oportunidades, aproveitando pelo menos uma delas, logo aos 10 minutos, o que o manteve na liderança isolada do Brasileiro, com 32 pontos, agora três de vantagem sobre o rival Corinthians.

O Inter mostrou mudança no estilo de jogo, a exemplo do treinador, tentando privilegiar o toque de bola. Mas esbarrava na eficiência defensiva do Palmeiras. E pior, encontrava dificuldade para evitar a velocidade do adversário nos contra-ataques. Assim, aos três minutos Gabriel Jesus encobriu Marcelo Lomba, colocando para fora. Aos 10, Cleiton Xavier cruzou rasteiro, Gabriel Jesus desviou, e Erik, foi mais rápido que os zagueiros, e tocou de primeira à direita, abrindo o placar.

Pouco importava o maior volume do jogo do Inter, pois o time verde é que criava as oportunidades. Aos 25, Gabriel Jesus recebeu de Jean e chutou para fora. Nos acréscimos, ele, Gabriel Jesus, novamente, bateu cruzado rasteiro e Marcelo Lomba segurou.

Era de se esperar que o Inter voltasse forçando o empate. Foi de fato o que ocorreu. O problema, no entanto, é que o time da casa continuava com problemas para ameaçar efetivamente o Palmeiras, que como na etapa inicial, mantinha o pique nos contra-ataques. Aos sete, Gabriel Jesus venceu Paulão na corrida e chutou fora. Aos 21, o Inter, enfim, assustou. Valdivia levantou, mas Paulão e Ernando não alcançaram, deixando a bola sair. Na realidade, o time gaúcho dominou, mas faltou criatividade, acima de tudo, o que sobrava, aliás, ao seu técnico, quando jogava.

E o Palmeiras acabou quebrando um tabu de 19 anos sem vitória no Beira Rio – a última, de 1 a 0, foi em 6 de dezembro de 1997 – faturando mais três pontinhos. Foi a quinta derrota consecutiva do Inter no Brasileiro.

 

INTERNACIONAL 0 x 1 PALMEIRAS

Data: Domingo, 17 de julho de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 15ª rodada.

Local: Estádio José Pinheiro Borda / Beira Rio, em Porto Alegre / RS.

Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro / GO, Bruno Raphael Pires / GO e Kléber Lúcio Gil / SC.

Público: 27.293 pagantes / 30.128 presentes / 2.835 gratuidades.

Gol: Erik 10’.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba, William, Paulão, Ernando e Raphinha; Fernando Bob (Ariel Nahuelran 82’), Rodrigo Dourado, Gustavo Ferrareis (Anderson 70’) e Andrigo (Valdivia – intervalo); Eduardo Sasha e Vitinho. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

PALMEIRAS: Fernando Prass, Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê, Thiago Santos, Cleiton Xavier (Dudu 58’) e Roger Guedes (Leandro Pereira 86’); Erik (Rafael Marques 63’) e Gabriel Jesus. Técnico: Alex Stival – Cuca.

Foto: Cesar Greco / Ag Palmeiras