O Vasco garantiu presença na próxima fase da Copa do Brasil – que será definida por sorteio – ao derrotar o Santa Cruz por 2 a 1, em Recife, em partida que foi superior do começo ao fim, mesmo sem apresentar um grande futebol. O resultado, na prática, foi pequeno, levando-se em conta as chances que os cruz-maltinos desperdiçaram.

O Santa Cruz ameaçou pressionar no começo, mas o Vasco conseguiu neutralizá-lo  a partir da intermediária, e mais, ameaçar o adversário em pelo menos três ocasiões. Aos 19 minutos, Júlio César bateu de longe, e Tiago Cardoso defendeu. Aos 30, Rodrigo, em cobrança de falta, acertou o cantinho esquerdo, mas o goleiro voltou a segurar. Aos 37, Andrezinho levantou na área, Bruno Moraes desviou com a cabeça, e quase faz contra. Aos 39, Yako Pikachu mandou a pedrada, e lá estava ele, Tiago Cardoso, para evitar o pior. A única oportunidade do Santa surgiu aos 41: Leandrinho entrou livre na área, após falha de Jomar, mas foi travado no momento da conclusão.

O Vasco retornou para a etapa derradeira com Diguinho no lugar de Marcelo Mattos, que já havia recebido cartão amarelo, e o time pernambucano trocou Néris, machucado, por João Paulo, que ocupou espaço no meio, obrigando Wellington a jogar na zaga.

O Santa tentou, mais uma vez, sufocar os cruz-maltinos, mas em pouco tempo o time carioca passou a ter o controle, e aos cinco minutos abriu o placar, com Andrezinho, apanhando sobra da zaga, após cruzamento de Júlio César. A equipe dirigida por Mílton Mendes errava passes em excesso. Aos 16, Diguinho lançou Madson, que tocou à direita, na saída de Tiago Cardoso. Aos 19, Evander foi à linha de fundo, em bola quase perdida, e rolou para trás. Houve desvio em Danny Moraes, e Yago Pikachu, que acompanhava, bateu firme: 2 a 0.

O Santa, apático, pareceu entregue. Mas Keno, diminuiu, completando de cabeça cruzamento de Vítor, entre Martín Silva e a trave direita: 2 a 1. A reação que a torcida cobra-coral previu, não aconteceu, pois o time continuou com dificuldades para jogar. Keno, aos 45, quase acerta o canto direito. Nos acréscimos, Andrezinho lançou Jorge Henrique, que ganhou dividida com o goleiro e pôs para dentro: 3 a 1. Pouco depois, Artur, de cabeça, descontou: 3 a 2. E ficou nisso. O Vasco agora aguarda o sorteio.

 

VASCO 3 x 1 SANTA CRUZ / PE

Data: Quarta-feira, 20 de julho de 2016.

Competição: Copa do Brasil / Terceira fase / Volta.

Local: Estádio José do Rego Maciel, em Recife / PE.

Público:  pagantes /  presentes /  gratuidades.

Arbitragem: Igor Júnio Benevuto / MG, Flávio Gomes Barroca / RN e Marcus Vinícius Gomes / MG.

Expulsão: Derley – depois do jogo.

Gols: Andrezinho 50’, Yago Pikachu 64’, Keno 68’, Jorge Henrique 92’ e Artur 93’.

VASCO: Martín Silva, Madson, Jomar, Rodrigo e Júlio César; Marcelo Mattos (Diguinho – intervalo), Yago Pikachu (Júlio dos Santos 83’), Andrezinho e Evander (William Oliveira 72’); Jorge Henrique e Thalles. Técnico: Jorge Amorim de Oliveira Campos – Jorginho.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Vítor, Néris (João Paulo – intervalo), Danny Moraes e Tiago Costa; Derley, Wellington, Leandrinho (Marcinho 65’) e Marcílio (Artur 59’); Bruno Moraes e Keno. Técnico: Mílton Mendes.

 

Foto: Carlos Gregório Jr. / Vasco.com.br