A Alemanha derrotou o Canadá por 2 a 0, no Mineirão, decidirá com a Suécia, na próxima sexta-feira, dia 19, no Maracanã, quem ficará com o ouro do futebol feminino. A equipe vencedora não fez uma apresentação brilhante, mas soube ser efetivamente eficiente para marcar um gol em cada tempo. Faltou ao time vermelho tranqüilidade nas finalizações e poder de reação.

O jogo começou equilibrado. Aos oito minutos, Lawrence cruzou e Beckie cabeceou livre, rente à trave esquerda, desperdiçando ótima chance. A Alemanha deu o troco aos 21, quando Behring cobrou com pancada no meio da baliza um pênalti estúpido de Buchanan em Popp. Daí em diante, até por necessidade, o Canadá aproveitou o recuo da Alemanha e passou a buscar o empate. Aos 33, Lawrence bateu de longe e Schult defendeu. Aos 45, Buchanan quase corrige o erro que cometeu: cabeceou à esquerda e Kemme, na linha, devolveu com mesma moeda.

As seleções voltaram para a etapa derradeira com as mesmas propostas. Mas o time dirigido por Silvia Neid era efetivamente mais perigoso, com conclusões de Dabritz que assustaram Labée. Aos 13, Behring perdeu a bola e Beckie teve a oportunidade de empatar, mas bateu torto, para fora. No minuto seguinte, até por castigo, Dabritz recebeu de Mittag na entrada da área e acertou o cantinho direito: 2 a 0.

O treinador inglês do Canadá, John Herdman, trocou a zagueira Wilkinson pela meia-atacante Matheson, e o time passou a apostar no tudo ou nada, tanto que andou pressionando, obrigando Schultz a praticar boas intervenções. E o volume de jogo aumentou depois que Rose substituiu Scott. Aos 31, Matheson invadiu a área sem marcação e chutou para mais uma excelente defesa da goleira alemã. Herdman ainda lançou Prince, mas a vantagem já não oferecia nenhuma possibilidade de reação.

 

ALEMANHA 2 x 0 CANADÁ

Data: Terça-feira, 16 de agosto de 2016.

Competição: Jogos Olímpicos Rio-16 / Feminino / Semifinais.

Local: Estádio Governador Magalhães Pinto / Mineirão, em Belo Horizonte / MG.

Arbitragem: Ri Hyang Ok / Coreia do Norte, Flynn Allyson / Austrália e Hong Kum Nyo / Coreia do Norte.

Gols: 7 – Melanie Behringer 21’ (pênalti) e 13 – Sara Dabritz 60’.

ALEMANHA: 1 – Almuth Schult (Wolfsburg), 3 – Saskia Bartusiak (FFC Frankfurt), 4 – Leonie Maier (Bayern Munique), 5 – Annike Krahn (Bayer Leverkusen) e 12 – Tabea Kemme (Turbine Postdam); 7 – Melanie Behringer (Bayern Munique), 13 – Sara Darebritz (Bayern Munique), 16 – Melanie Lenpolz (Bayern Munique) depois 15 – Mandy Islacker (FFC Frankfurt) 92’ e 10 – Dzsenifer Marozsan (FFC Frankfurt) depois Lena Goessling (Wolfsburg) intervalo; 9 – Alexandra Popp (Wolfsburg) e 11 – Anja Mittag (Paris Saint-Germain / França) depois 17 – Isabel Kerschowvski (Wolfsburg) 80’. Técnico: Silvia Neid.

CANADÁ: 1 – Stephanie Labbé (Washington Spirit / EUA), 3 – Kadeisha Buchanan (West Virgina / EUA), 4 – Shelina Zadorsky (Washington Spirit / EUA), 7 – Rhian Wilkinson (Canadian Soccer Association) depois 8 – Diana Matheson (Washington Spirit / EUA) 61’e 10 – Ashley Lawrence (West Virginia / EUA); 11 – Desirée Scott (FC Kansas City / EUA) depois 6 – Deanne Rose (Scarborough Canadian United) 74’, 13 – Sophie Schmidt (FFC Frankfurt) e 17 – Jessie Fleming (University Los Angeles / EUA) e 16 – Janine Beckie (Houston Dash / EUA); 12 – Christine Sinclair (Portland Thorns / EUA) e 14 – Melissa Tancredi (KIF Örebro / Suécia) depois 15 – Nichelle Prince (Ohio State / EUA) 84’.Técnico: John Herdman / Inglaterra.