Deu Pernambuco no duelo dos rubro-negros que brigam para permanecer na Série A do Brasileiro em 2017. O Sport aproveitou uma das poucas situações de gol que surgiram – graças a uma bela jogada individual de Rogério – e venceu por 1 a 0 um Flamengo sem nenhuma inspiração, e de tal maneira que Magrão não praticou uma única defesa em mais de 90 minutos.

O Flamengo começou cauteloso, tentando tocar a bola para cadenciar a partida, e quem sabe surpreender num contra-ataque, mas esbarrava sempre na defesa do Sport, que saía com rapidez, mostrando maior objetividade, criando oportunidades, daí ter chegado ao intervalo com a vantagem. Vale ressaltar que o time pernambucano perdeu Diego Souza, machucado, logo aos cinco minutos, mas manteve o ritmo. Aos seis, Rodney Wallace bateu de longe, e Alex Muralha, atento, defendeu. Aos 23, Rogério invadiu a área, tirou Réver e Márcio Araújo do lance e rolou para Edmílson, sem marcação, escorar para dentro: 1 a 0. Aos 36, Éverton Felipe chutou cruzado, e a bola saiu à direita. O Flamengo só assustou uma vez, aos 38, numa pancada de Mancuello, que passou rente ao travessão.

A equipe carioca voltou para a etapa derradeira com Alan Patrick no lugar de Márcio Araújo, sugerindo que partiria para tentar o empate, e assim o fez, sem criar, no entanto, oportunidades. Aos 12, o árbitro fez o favor de exibir o cartão amarelo para William Arão, o que deixa o jogador fora da partida contra o Grêmio. Aos 13, Oswaldo de Oliveira lançou Apodi na vaga de Éverton Felipe, com a intenção de dar maior velocidade na linha de frente.

Aos 16, Zé Ricardo trocou Chiquinho por Adryan, deixando Éverton na lateral, para tornar o Flamengo ainda mais ofensivo, o que deixava a zaga vulnerável. Assim, aos 21, Edmílson desperdiçou a chance de fechar o caixão do adversário – mérito para a intervenção espetacular de Alex Muralha. Aos 23, Rogério mais uma vez entrou na área driblando e chutou cruzado, para outra defesa do goleiro. Aos 28, novas mudanças: o estreante Leandro Damião substituiu Marcelo Cirino, figura nula, e Rodrigo Mancha ocupou a vaga de Gabriel Xavier, para fortalecer a marcação no meio.

A partida seguiu igual: os times tropeçando em suas limitações, o que manteve, é claro, o placar sem alteração. Nos acréscimos, nova mãozinha do juiz à equipe do Rio: amarelo para Guerrero. O Sport enfrenta o Botafogo no sábado, dia 20, em Juiz de Fora, e o Flamengo recebe o Grêmio em Brasília, no domingo, 25. Restam 19 pontos para o clube pernambucano escapar da degola, e 11 para o Flamengo.

 

FLAMENGO 0 x 1 SPORT / PE

Data: Sábado, 13 de agosto de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 20ª rodada.

Local: Estádio Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata / PE.

Público:  25.019 espectadores.

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum / PR.

Gol: Edmílson 23’.

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Chiquinho (Adryan 61’); Márcio Araújo (Alan Patrick – intervalo), William Aarão, Mancuello e Éverton; Marcelo Cirino (Leandro Damião 73’) e Guerrero. Técnico: José Ricardo Mannarino.

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Paulo Roberto, Gabriel Xavier (Rodrigo Mancha 78’) e Diego Souza (Edmílson 5’); Éverton Felipe (Apodi 58’) e Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira Filho.

Foto: Anderson Stevens / Flamengo