A Espanha cumpriu a obrigação de vencer Liechtestein na estreia das duas seleções nas Eliminatórias da Europa para a Copa do Mundo de 2018. A Fúrio dominou do princípio ao fim. E com um pouco mais de aplicação teria dobrado o placar de 8 a 0.

O que se viu, desde o começo, foi o óbvio. A Espanha, jogando em casa, atacandom, e Liechtestein, inteiramente recuado, tentando segurar o 0 a 0. Aos 10 minutos, Koke cobrou falta pela esquerda e Diego Costa fez 1 a 0, de cabeça. O time visitante permaneceu fechado. E a equipe dirigida por Julen Lopetegui trocando passes em excesso, sem conseguir superar o bloqueio. No intervalo, a Espanha trocou Thiago Alcântara por Nolito Perez, e fez mudanças táticas, que a levaram a deslanchar. Aos nove, Sergi Roberto recebeu de Nolito Duran e tocou na saída de Jehle: 2 a 0. Aos 13, Vitolo Perez cruzou rasteiro para David Silva completar: 3 a 0. Aos 14, o inverso, de Silva para Nolito: 4 a 0.

Aos 20, Diego Costa chutou, o goleiro rebateu e o brasileiro naturalizado meteu de cabeça: 5 a 0. Aos 36, Morata driblou Yildiz e acertou o cantinho direito: 6 a 0. Aos 37, Morata apanhou bola rolada por Koke e concluiu de primeira: 7 a 0. Aos 45, David Silva recebeu de Nolito e mandou no canto esquerdo: 8 a 0.

O saldo de gols pode ser importante, pois o Grupo G também conta com a Itália, e só uma garantirá a vaga diretamente em 2018.

 

ESPANHA 8 x 0 LIECHTESTEIN

Data: Segunda-feira, 5 de setembro de 2016.

Competição: Eliminatórias Copa do Mundo 2018 / Europa / Grupo G / 1ª rodada.

Local: Estádio Municipal Reino de León, em León / Espanha.

Arbitragem: Simon Lee Evans, Daniel Beckett e Philip Thomas / Gales.

Gols: Diego Costa 10’ e 65’, Sergi Roberto 54’, David Silva 58’ e 90’, Vitolo Perez 59’ e Alvaro Morata 81 e 82’.

ESPANHA: David de Gea, Sergi Roberto, Gerard Piqué, Sérgio Ramos e Jordi Alba; Sérgio Busquets, Jorge Koke, Thiago Alcântara (Nolito Durán – intervalo) e Vitolo Perez (Marco Asensio 79’); Diego Costa (Alvaro Morata 68’) e David Silva. Técnico: Julen Lopetegui.

LIECHTESTEIN: Peter Jehle, Martin Rechsteiner (Seyhan Yildiz 70’), Michele Polverino, Daniel Kaufmann e Maximilian Göppel; Franz Burgmeier, Sandro Wieser, Marcel Büchel e Martin Büchel; Nicolas Hasler e Dennis Salanovic (Sandro Wolfinger 77’). Técnico: René Pauritsch.

 

Foto: Uefa.com