O Palmeiras ampliou a vantagem na liderança do Brasileiro, ao vencer o Corinthians por 2 a 0, na casa do rival, no jogo que abriu a 26ª rodada, somando 51 pontos, quatro na frente do Flamengo, e seis do Atlético-MG.

Com o resultado, o time dirigido por Cuca derrubou uma invencibilidade de 34 jogos do Alvinegro em seu estádio, e deu grande demonstração de força, no caminho para conquistar o título que não consegue desde 1994. O Corinthians foi uma caricatura de time de futebol. Não ameaçou em momento algum. A Fiel, revoltada, tumultuou o espetáculo.

O Timão começou buscando o gol, mas quem marcou foi o Porco, logo aos quatro minutos. Dudu jogou na área, Vílson rebateu, Moisés apanhou a sobra, novo desvio do zagueiro, e o apoiador empurrou de cabeça: 1 a 0. O time visitante passou o resto da etapa inicial controlando o jogo, tanto que o anfitrião não conseguiu criar uma chance de verdade, embora tivesse a posse da bola por mais tempo.

Pancadarias à parte, dentro e fora do campo – a torcida local xingando o presidente do clube, Roberto de Andrade – tivesse o Palmeiras um pouco mais de ousadia e teria ampliado o placar. Aos 40, Dudu cruzou da esquerda e Erik cabeceou nas mãos de Cássio.

Mudanças no intervalo: o Corinthians voltou com Romero no lugar de Lucca, peça nula, e o adversário com Thiago Santos substituindo Gabriel, que já havia recebido o cartão amarelo, e corria o risco de ser expulso. O Alvinegro começou mostrando maior objetividade, forçando efetivamente o empate, e esteve perto de alcançá-lo num chute de Camacho, que desviou em Mina, e foi para escanteio.

Ficou, no entanto, a equipe dirigida por Cristóvão Borges exposta aos contra-ataques. Aos 12, Moisés rolou para Leandro Pereira, que concluiu em cima de Cássio. Aos 16, Marquinhos Gabriel ocupou a vaga de Cristian, para dar maior poder ofensivo ao Corinthians. Inútil. Pois quem voltou a criar oportunidade foi o Palmeiras, numa cabeçada de Mina para fora, livre, após cruzamento de Dudu. Cuca trocou Dudu por Rafael Marques.

O Corinthians continuou tentando pressionar, levando o Palmeiras a recuar, mas era só troca de passes, sem organização. Com meia hora, Léo Príncipe, que já havia sido advertido, meteu a mão na bola, e ganhou o cartão vermelho. No minuto seguinte, Jean levantou na área, e Mina escorou à direita: 2 a 0. Policiais tiveram que usar de energia para impedir que torcedores invadissem o local onde estava Roberto de Andrade. Resultado lógico, um espelho do confronto.

Na 27ª rodada, o Palmeiras recebe o Coritiba no sábado, dia 24, no Allianz Parque, e o Corinthians também joga em casa, contra o Fluminense, no domingo, 25.

 

CORINTHIANS 0 x 2 PALMEIRAS

Data: Sábado, 17 de setembro de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 26ª rodada.

Local: Arena Corinthians / Itaquerão, em São Paulo / SP.

Público: 40.173 espectadores.

Arbitragem: Héber Roberto Lopes, Carlos Berkenbrock e Kléber Lúcio Gil / SC.

Expulsão: Léo Príncipe 75’.

Gols: Moisés 4’ e Mina 76’.

CORINTHIANS: Cássio, Léo Príncipe, Vílson, Balbuena e Guilherme Arana; Cristian (Marquinhos Gabriel 61’), Camacho, Rodriguinho e Marlone; Lucca (Romero – intervalo) e Gustavo. Técnico: Cristóvão Borges.

PALMEIRAS: Jaílson, Jean, Mina, Edu Dracena e Egídio; Gabriel (Thiago Santos – intervalo), Tchê Tchê, Moisés e Dudu (Rafael Marques 69’); Erik e Leandro Pereira (Roger Guedes 79’). Técnico: Alex Stival – Cuca.

 

Foto: palmeiras.com.br