O Sport venceu o Santos por 1 a 0, em Recife, com um gol de Rogério no começo. E subiu para a 13ª posição, a cinco pontos do Figueirense, o primeiro na zona de rebaixamento. E o clube de Vila Belmiro, mesmo com a derrota, continuará no G-4 até a próxima rodada, pois tem 45, e não pode ser alcançado pelos mais próximos, Corinthians e Fluminense, amanhã, no complemento da 27ª rodada. Está agora, porém, a nove do líder Palmeiras.

O time pernambucano começou pressionando, e o paulista, apático, não oferecia resistência. Na segunda oportunidade, Rogério dividiu com David Braz – que acabara de substituir Gustavo Henrique – e girou para chutar no cantinho direito, abrindo o placar, aos 11 minutos. O Peixe enfim acordou, e Rodrigão chegou a mandar uma bola na trave esquerda, em cabeçada, aos 19. Como o jogo ficou aberto, o Sport desperdiçou ótima oportunidade, aos 22: Gabriel Xavier foi à linha de fundo e rolou para Éverton Felipe, livre na pequena área, finalizar para fora.

Assim, as situações continuaram surgindo. Aos 35, Éverton Felipe cruzou e Victor Ferraz quase faz contra. Aos 36, Rodrigão mergulhou, houve desvio de Matheus Ferraz e escanteio. Aos 39, Lucas Lima viu Copete à vontade, mas o colombiano tentou marcar de letra, e a bola passou. Aos 40, Rogério mandou para Gabriel Xavier, que sozinho, furou de maneira espetacular. O 3 a 3 ao fim do primeiro tempo seria um resultado normal.

Logo no começo da etapa derradeira, Jean Mota, que entrou no lugar de Rodrigão, apanhou sobra, e a bola bateu no braço direito de Ronaldo Alves, em pênalti ignorado pela arbitragem. O Santos, agora mais organizado, perdeu Vítor Bueno, contundido e substituído por Elano, mas voltou a ameaçar, obrigando Magrão a evitar gols de Thiago Maia, aos 10 – ao tirar a bola dos pés do meia, e de Copete, aos 15 – aparando pancada dentro da área.

O Sport fez duas mudanças, lançando Paulo Roberto e Vinícius Araújo, e aos 28 Elano recebeu cartão vermelho por reclamação. O ritmo do jogo diminuiu, levando Oswaldo de Oliveira a pôr Apodi, para explorar a velocidade do lateral, que ocupou posição intermediária, na vaga de Rogério. Dada a correria do primeiro tempo, os jogadores pareciam esgotados. Assim, com um homem a mais, e a vantagem no placar, o Sport segurou o resultado.

Os dois times voltam a jogar no sábado, 1º de outubro: o Sport enfrenta o Fluminense, em Mesquita, e o Santos recebe o Atlético-PR, na Vila Belmiro.

 

SPORT 1 x 0 SANTOS

Data: Sábado, 24 de setembro de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 27ª rodada.

Local: Estádio Adelmar da Costa Carvalho / Ilha do Retiro, em Recife / PE.

Público: 7.934 espectadores.

Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha, Fabrício Vilarinho da Silva e Leone Carvalho Rocha / GO.

Expulsão: Elano 73’.

Gol: Rogério 11’.

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura (Paulo Roberto 58’), Gabriel Xavier (Vinícius Araújo 69’) e Diego Souza; Éverton Felipe e Rogério (Apodi 79’). Técnico: Oswaldo de Oliveira Filho.

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique (David Braz 7’) e Zeca; Tiago Maia, Renato,Lucas Lima e Vitor Bueno (Elano 55’); Copete e Rodrigão (Jean Mota – intervalo). Técnico: Dorival Júnior.