O São Paulo derrotou o Juventude por 1 a 0, em Caxias do Sul, mas o resultado do jogo de ida – perdeu por 2 a 1 para o time gaúcho no Morumbi – eliminou o Tricolor da Copa do Brasil de 2016. Foi um confronto dramático no fim, com a equipe verde fazendo das tripas coração para segurar o resultado. O sorteio das quartas será na manhã desta sexta, 23, na sede da CBF, no Rio.

O Tricolor, até pela necessidade, jogou mais na etapa inicial, principalmente após os 15 minutos, quando passou a controlar a tentativa de pressão do adversário, que chegou a mandar uma bola na trave, em chute rasteiro de Roberson, aos 11. Com receio de tomar o gol que poderia complicá-lo, o Juventude adotou a cautela, e passou a apostar em contra-ataques.

O São Paulo criou duas boas oportunidades, entre os 26 e os 27, em sequência, a primeira em falta cobrada por Cueva visando o ângulo esquerdo – para defesa espetacular de Elias para escanteio – e a segunda em conclusão de Rodrigo Caio, por cima da baliza. Aos 36, Roberson teve gol anulado, pois estava em flagrante posição irregular, anotada pelo auxiliar Sidmar dos Santos Meurer. Mas é fato que o Tricolor não jogou o suficiente para um time que precisava marcar pelo menos duas vezes.

A equipe dirigida por Ricardo Gomes voltou para o tempo final com Gilberto no lugar de Wesley. E a do ex-zagueiro Antônio Carlos Zago com Wallacer substituindo Lucas. O objetivo do Juventude era o de amarrar o adversário, bloqueando o meio, sem desistir, no entanto, de ir à frente. E o do São Paulo, óbvio, forçar os gols. Kelvin, machucado, saiu para a entrada de Luiz Araújo. Aos 23, Bruno cruzou, e Rodrigo Caio cabeceou à direita. Elias ainda tocou na bola, mas não conseguiu segurá-la: 1 a 0. Analisando com rigor, o zagueiro tricolor estava impedido no mento em que o lateral faz o levantamento. Vida que segue.

Carlinhos entrou na vaga de Mena, que havia recebido o cartão amarelo, e Caion na de Hugo Almeida, que não ameaçava. O Juventude – até pela superioridade técnica – já não consegue mais evitar a chegada do São Paulo. Rodrigo Caio, em nova cabeçada, agora à esquerda, obriga Elias a praticar outra ótima intervenção. A impressão era a de que o Juventude levaria o segundo gol. Mas com chutões a esmo, nos seis minutos de acréscimos, conseguiu impedi-lo.

 

JUVENTUDE 0 x 1 SÃO PAULO

Data: Quinta-feira, 22 de setembro de 2016.

Competição: Copa do Brasil / 4ª fase / Volta.

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul / RS.

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, Pablo Almeida da Costa e Sidmar dos Santos Meurer / MG.

Gol: Rodrigo Caio 68’.

JUVENTUDE: Elias, Neguete, Klaus, Micael e Pará; Bruninho, Vacaria (Wanderson 79’), Felipe Lima, Lucas (Wallacer – intervalo) e Bruninho; Roberson e Hugo Almeida (Caion 72’). Técnico: Antônio Carlos Zago.

SÃO PAULO: Denis, Bruno, Rodrigo Caio, Lugano e Mena (Carlinhos 72’); Hudson, Thiago Mendes, Kelvin (Luiz Araújo 50’) e Cueva; Wesley (Gilberto – intervalo) e Andres Chavez. Técnico: Ricardo Gomes Raymundo.