O Botafogo não teve problemas para derrotar o Corinthians por 2 a 0, na Ilha do Governador, resultado que acabou ficando como um espelho dos times no Brasileiro no momento atual: o vencedor em tímida ascensão, e o perdedor em franca decadência – cinco jogos sem ganhar – ambos com o mesmo número de pontos na tabela, 41, brigando, por ora, apenas para somar a quantidade suficiente que lhes permita esquecer de vez a possibilidade de rebaixamento.

O Alvinegro carioca já começou mantendo a posse da bola, pois o paulista optou por entrar cauteloso, saindo da defesa para o ataque com troca de passes, estratégia que era neutralizada com alguma facilidade pelo adversário, que chegava com freqüência à área do Timão. Aos 23, Vinícius Tanque recebeu adiantado, após desvio de Yago, e rolou para Neílton, que encobriu Walter, que saiu aos seus pés: 1 a 0. Sem dúvida, gol legal. O Corinthians, atrapalhado com o excesso de jogadores no meio, não esboçava reação. E o Botafogo seguiu tendo o controle do jogo. Aos 38, Fágner errou uma bola que veio em sua direção, e Diogo Barbosa aproveitou a sobra, batendo sem chance para Walter: 2 a 0. Como registro, antes do intervalo, uma furada ridícula de Willians, um retrato, até ali, do Corinthians no confronto.

O time carioca retornou para a etapa final mais recuado. O paulista, no entanto, continuou sem criar espaços. Aos nove minutos, em lance fortuito, Marlone chutou, a bola bateu na mão de Emerson Santos, em pênalti que Marquinhos Gabriel cobrou para a defesa de Sidão, no canto direito. As substituições promovidas pelos treinadores não provocaram mudanças. O Botafogo seguiu com o controle da partida, e poderia ter até ampliado, aos 30, quando Vinícius Tanque, sem marcação na área, não conseguiu concluir. As poucas tentativas que o Corinthians fez, morreram na zaga carioca. E ao time de Jair Ventura restou aguardar o fim.

Vale destacar, para encerrar, a eterna desinformação do torcedor: o Botafogo precisando de mais gols para superar o Corinthians no saldo, e o público pedindo olé…

 

BOTAFOGO 2 x 0 CORINTHIANS / SP

Data: Sábado, 1º de outubro de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 28ª rodada.

Local: Estádio Luso-Brasileiro / Ilha do Governador, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 9.123 espectadores.

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira, Flávio Gomes Barroca e Vinícius Melo de Souza / RN.

Gols: Neílton 23’ e Diogo Barbosa 38’.

BOTAFOGO: Sidão, Alemão, Joel Carli, Emerson Santos e Victor Luiz; Bruno Silva, Diogo Barbosa (Rodrigo Pimpão 48’), Rodrigo Lindoso e Camilo; Neílton (Dudu Cearense 61’) e Vinícius Tanque (Luiz Henrique 78’). Técnico: Jair Ventura.

CORINTHIANS: Walter, Fágner, Yago, Balbuena e Guilherme Arana; Camacho, Marciel (Lucca – intervalo), Willians e Marlone; Marquinhos Gabriel (Rildo 80’) e Romero (Gustavo 66’). Técnico: Fábio Luiz Carille de Araújo.

(*) Sidão defendeu um pênalti cobrado por Marquinhos Gabriel aos 54 minutos.

 

Foto: @BotafogoOficial