O Botafogo venceu o Internacional por 1 a 0, na Ilha do Governador, e assumiu provisoriamente a quinta colocação do Brasileiro, com 47 pontos, chegando ao G-6, deixando o clube gaúcho numa situação desesperadora, em 17º, com 33, na zona de rebaixamento.

Botafogo e Inter fizeram um primeiro tempo muito disputado, às vezes até com violência, e equilibrado, mas de poucas emoções. Tanto que a primeira delas só surgiu com meia hora, quando Dudu Cearense chutou de longe, para ótima defesa de Danilo Fernandes. Aos 32, Valdivia também bateu de fora da área, e a bola saiu chorando junto à trave esquerda. Aos 36, Neílton superou Ceará, e finalizou, tirando tinta do poste direito.

O Botafogo voltou com Rodrigo Pimpão e Sassá nos lugares respectivamente de Dudu Cearense e Vinícius Tanque, sugerindo que o objetivo era efetivamente vencer. O Inter preferiu recomeçar recuado, neutralizando a tentativa de pressão do adversário, que não conseguia criar oportunidades. Aos 10 minutos, Celso Roth trocou Valdivia por Eduardo Sasha, para ampliar o poder dos contra-ataques. Pois num deles, aos 20, Vitinho tirou Aírton e Camilo da jogada, e mandou a pancada, que Sidão segurou. A necessidade de vitória fez o time gaúcho ousar mais. Aos 25, Vitinho apanhou sobra da zaga e finalizou forte, de canhota, visando o ângulo esquerdo, por cima da baliza.

Aos 26, Rodrigo Pimpão, livre, concluiu para nova intervenção de Danilo Fernandes, esta com os pés. Aos 37, Eduardo Gabriel empurrou Sassá desnecessariamente na área. O atacante do Botafogo cobrou o pênalti à direita e marcou o gol da vitória. Um resultado justo, levando-se em conta que Jair Ventura ousou para o tempo final, mandando o Alvinegro para frente.

 

BOTAFOGO 1 x 0 INTERNACIONAL / RS

Data: Quarta-feira, 12 de outubro de 2016.

Competição: Campeonato Brasileiro / 30ª rodada.

Local: Estádio Luso-Brasileiro / Ilha do Governador, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 9.807 pagantes / 10.176 presentes / 369 gratuidades.

Arbitragem: Mariélson Alves Silva / BA, Guilherme Dias Camilo / MG e Kléber Lúcio Gil / SC.

Gol: Sassá (pênalti) 83’.

BOTAFOGO: Sidão, Alemão, Joel Carli, Emerson Santos e Victor Luiz; Aírton, Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense (Rodrigo Pimpão – intervalo) e Camilo; Neílton (Gervasio Nuñez 87’) e Vinícius Tanque (Sassá – intervalo). Técnico: Jair Ventura.

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes, William, Paulão, Eduardo Gabriel e Ceará (Géferson 80’); Anselmo, Rodrigo Dourado, Gustavo Ferrareis e Alex (Seijas 75’); Valdivia (Eduardo Sasha 55’) e Vitinho. Técnico: Celso Juarez Roth.

 

Foto: BotafogoOficial