Em 2002, o Corinthians enfiou uma surpreendente goleada de 6 a 2, em Belo Horizonte, diante de atônitos 78.291 torcedores. E fechou as quartas de final com nova vitória, 2 a 1, no Morumbi. O campeão de 2002 foi o Santos.

OCorinthians tem larga vantagem de vitórias sobre o Atlético-MG, 28 a 18, na história do clássico no Brasileiro, levando-se em conta também os campeonatos que a CBF passou a considerar como nacionais desde dezembro de 2010: a Taça Brasil (1959-1968) e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967-1970).

O jogo tem história na competição, valendo quartas em 1990 e 2002, semifinais em 1994 e decisão de título em 1999. O duelo começou com um empate por 0 a 0 em 26 de abril de 1967, no Mineirão, em Belo Horizonte. Em 1990, no rumo da conquista do seu primeiro Brasileiro, o Corinthians fez 2 a 1 no Pacaembu e segurou o 0 a 0 no Mineirão diante de mais de 60 mil pagantes. Em 1994, os paulistas perderam por 3 a 2 em Belo Horizonte, mas ganharam por 1 a 0 em São Paulo, garantindo vaga na final, que perderam para o rival Palmeiras.

Em 1999, na fase classificatória, o Atlético meteu 4 a 0 no Maracanã – o Corinthians não podia jogar em seu Estado – e mais tarde houve a decisão: o Galo ganhou por 3 a 2 no Mineirão, mas o alvinegro de Parque São Jorge, que tinha vantagem no regulamento, venceu por 2 a 0 no Morumbi, e manteve o 0 a 0 na terceira partida, conquistando o tri nacional.

O jogo final do Brasileiro de 1999 também foi disputado no Morumbi, em 22 de dezembro, com arbitragem de Carlos Eugênio Simon (RS). O estádio recebeu 57 mil pagantes. O Corinthians atuou com Dida, Indio, Márcio Costa, João Carlos e Kléber; Gilmar (Edu 70′), Rincon, Vampeta (Marcos Senna 78′) e Ricardinho; Marcelinho (Dinei 87′) e Edílson. O técnico, Oswaldo de Oliveira. O Atlético, dirigido por Humberto Ramos, teve Velloso, Bruno, Galvan, Cláudio Caçapa e Ronildo; Valdir (Mancini 87′), Gallo, Beletti e Robert (Adriano 76′); Guilherme e Lincoln (Hernâni 65′). Beletti foi expulso aos 83 minutos.

Em 2002, o Corinthians enfiou uma surpreendente goleada de 6 a 2, em Belo Horizonte, diante de atônitos 78.291 torcedores. E fechou as quartas de final com nova vitória, 2 a 1, no Morumbi. O campeão de 2002 foi o Santos.

No último jogo, em 22 de junho de 2016, o Atlético venceu por 2 a 1, no Mineirão, encerrando sete partidas de invencibilidade dos paulistas

 

Todos os números do clássico

– Jogos: 61

– Vitórias do Corinthians: 28

– Vitórias do Atlético: 18

– Total de empates: 15

– Gols do Corinthians: 80

– Média por jogo: 1,31

– Gols do Atlético: 66

– Média por jogo: 1,08

– Total de gols do clássico: 146

– Média por partida: 2,39

– Maior resultado do Corinthians: 6 a 2 (24/11/02)

– Maior resultado do Atlético: 4 a 0 (31/10/99)

– Maior invencibilidade do Corinthians: 7 jogos (2012 a 2015 – 5 vitórias e 2 empates)

– Maior invencibilidade do Atlético: 7 jogos (1970 a 1974 – 3 vitórias e 4 empates)

– Maior artilheiro do clássico: Guilherme / 10 gols (9 pelo Atlético / 1 pelo Corinthians)

– Maiores artilheiros do Corinthians: Deivid, Marcelinho Carioca e Neto / 4 gols

– Maior artilheiro do Atlético: Guilherme / 9 gols

– Maior público: 82.938 (Mineirão – 7//12/94)

– Estádios mais utilizados: Mineirão (28 vezes) e Pacaembu (16)

 

Todos os 61 jogos do Brasileiro

1) 0 a 0 – 26/4/67 – Mineirão – 21.445

2) Corinthians 2 a 1 – 3/10/68 – Pacaembu – 16.786 – Tales 2 / Tião

3) Corinthians 2 a 1 – 12/10/69 – Mineirão – 30.430 – Ivair 2 / Vanderlei Paiva

4) Atlético 3 a 1 – 4/10/70 – Mineirão – 27.619 – Ivair / Dario, Ditão-contra e Oldair

5) 0 a 0 – 22/9/71 – Parque Antártica – 23.827

6) 1 a 1 – 17/9/72 – Pacaembu – 39.988 – Tião / Romeu

7) 0 a 0 – 10/12/72 – Mineirão – 32.434

8) 0 a 0 – 10/12/72 – Mineirão – 32.434

9) Atlético 2 a 0 – 20/1/74 – Mineirão – 29.771 – Reinaldo e Totonho

10) Atlético 2 a 1 – 13/4/74 – Mineirão – 8.262 – Marco Antônio / China e Fausto

11) Corinthians 1 a 0 – 30/6/74 – Pacaembu – 5.190 – Vaguinho

12) 0 a 0 – 24/8/75 – Mineirão – 33.437

13) Corinthians 3 a 1 – 10/3/82 – Mineirão – 47.234 – Biro Biro, Casagrande e Sócrates / Renato

14) Atlético 2 a 1 – 2/11/86 – Pacaembu – 42.213 – Jacenir-contra / Nunes e Wilson Mano

15) Corinthians 1 a 0 – 23/11/86 – Mineirão – 54.235 – Edmar

16) Atlético 2 a 1 – 12/11/87 – Pacaembu – 20.809 – Edmar / Renato 2

17) Atlético 1 a 0 – 16/10/88 – Canindé-São Paulo – 10.313 – Aílton

18) 1 a 1 – 4/10/89 – Mineirão – 28.293 – Fabinho / Éder

19) Corinthians 3 a 1 – 14/11/90 – Mineirão – 16.172 – Giba, Mauro e Neto / Marquinho

20) Corinthians 2 a 1 – 24/11/90 – Pacaembu – 28.516 – Neto 2 / Gérson

21) 0 a 0 – 2/12/90 – Mineirão – 62.551

22) Atlético 2 a 0 – 27/4/91 – Mineirão – 31.260 – Alfinete e Gérson

23) Corinthians 1 a 0 – 10/2/92 – Mineirão – 14.431 – Neto

24) Atlético 3 a 2 – 7/12/94 – Mineirão – 82.938  – Branco e Marcelinho Carioca / Reinaldo 3

25) Corinthians 1 a 0 – 11/12/94 – Morumbi – 9.788 – Branco

26) Corinthians 3 a 1 – 15/10/95 – Pacaembu – 1.370 – André Santos, Fabinho e Jorginho / Ézio

27) Atlético 1 a 0 – 11/8/96 – Mineirão – 6.051 – Renaldo

28) 0 a 0 – 30/7/97 – Pacaembu – 7.537

29) Corinthians 5 a 1 – 8/8/98 – Mineirão – 28.786 – Edílson, Marcelinho Carioca 3 e Mirandinha / Alessandro

30) Atlético 4 a 0 – 31/10/99 – Maracanã-Rio de Janeiro – 6.788 – Guilherme 2, Lincoln e Robert

31) Atlético 3 a 2 – 12/12/99 – Mineirão – 78.382 – Luizão e Vampeta / Guilherme 3

32) Corinthians 2 a 0 – 19/12/99 – Morumbi – 57.000 – Luizão 2

33) 0 a 0 – 22/12/99 – Morumbi – 57.000

34) Atlético 3 a 1 – 7/9/00 – Mineirão – 24.951 – Fernando Baiano / Caíco, Guilherme e Reidner

35) 2 a 2 – 18/11/01 – Pacaembu – 2.431 – Fernando Baiano 2 / Guilherme 2

36) Corinthians 2 a 1 – 1/8/02 – Mineirão – 19.434 – Renato Abreu e Scheidt / Renaldo

37) Corinthians 6 a 2 – 24/11/02 – Mineirão – 78.291 – Deivid 4 e Gil 2 / Mancini e Michel

38) Corinthians 2 a 1 – 27/11/02 – Morumbi – 22.794 – Guilherme e Marcinho / Mancini

39) Atlético 3 a 0 – 30/3/03 – Pacaembu – 4.760 – Alessandro, Alexandre e Guilherme

40) Corinthians 3 a 2 – 10/8/03 – Mineirão – 20.795 – Gil e Rogério / Michel, Robert e Tucho

41) 2 a 2 – 9/5/04 – Mineirão – 5.619 – Fabinho e Rogério / Alex Mineiro e Tucho

42) Corinthians 1 a 0 – 1/9/04 – Pacaembu – 15.735 – Rosinei

43) Corinthians 1 a 0 – 29/5/05 – Mineirão – 15.845 – Carlos Tevez

44) 1 a 1 – 22/9/05 – Pacaembu – 20.045 – Hugo / Marques

45) 0 a 0 – 26/5/07 – Morumbi – 21.580

46) Atlético 5 a 2 – 29/8/07 – Mineirão – 7.703 – Clodoaldo e Finazzi / Danilinho, Éder Luiz, Marquinhos e Vanderlei 2

47) Corinthians 2 a 0 – 16/8/09 – Pacaembu – 21.947 – Boquita e Dentinho

48) Corinthians 3 a 0 – 5/12/09 – Mineirão – 5.760 – Bill e Souza 2

49) Corinthians 1 a 0 – 18/7/10 – Pacaembu – 22.163 – Bruno César

50) Atlético 2 a 1 – 6/10/10 – Sete Lagoas-MG – 16.967 – Paulinho / Werley e Zé Luiz

51) Corinthians 3 a 2 – 17/8/11 – Ipatinga – 11.167 – Alex, Emerson e Liédson / Dudu Cearense e Guilherme

52) Corinthians 2 a 1 – 20/11/11 – Pacaembu – 35.011 – Adriano e Liédson / Leonardo Silva

53) Atlético 1 a 0 – 27/5/12 – Independência – 14.740 – Danilinho

54) Corinthians 1 a 0 – 2/9/12 – Pacaembu – 33.375 – Paulo André

55) Corinthians 1 a 0 – 14/7/13 – Pacaembu – 32.797 – Rosinei

56) 0 a 0 – 6/10/13 – Independência – 16.204

57) 0 a 0 – 20/4/14 – Uberlândia – 8.724

58) Corinthians 1 a 0 – 11/9/14 – Arena Corinthians – 24.784 – Petros

59) Corinthians 1 a 0 – 18/7/15 – Arena Corinthians – 36.280 – Malcom

60) Corinthians 3 a 0 – 1/11/15 – Independência – 21.798 – Lucca, Malcom e Vágner Love

61) Atlético 2 a 1 – 22/6/16 – Mineirão – 34.426 – Lucca / Cazares e Fred