A primeira partida aconteceu em 26 de setembro de 1971, no Mineirão, com arbitragem de Nivaldo dos Santos, do Rio de Janeiro. O Palmeiras, dirigido por Mário Travaglini, venceu por 2 a 1.

OPalmeiras nunca perdeu para o América-MG na história do clássico no Brasileiro, levando-se em conta também os campeonatos que a CBF passou a considerar como nacionais desde dezembro de 2010: a Taça Brasil (1959-1968) e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1967-1970). Em 11 jogos, foram seis vitórias do clube paulista e cinco empates.

A primeira partida aconteceu em 26 de setembro de 1971, no Mineirão, com arbitragem de Nivaldo dos Santos, do Rio de Janeiro. O Palmeiras, dirigido por Mário Travaglini, venceu por 2 a 1, com Leão, Zeca, Luiz Pereira, Nélson e Dé; Dudu e Ademir da Guia; Edu Bala (Fedato), Leivinha (Héctor Silva), César e Pio. O América, cujo técnico era Aírton Moreira, jogou com Nego, Augusto, Dias, Darci Menezes e Cláudio; Pedro Omar e Dirceu Alves; Valtinho (Eli Mendes), Hélio, Dario (Carlinhos) e Jair Bala.

O último confronto ocorreu em 21 de junho de 2016, no Allianz Parque, e o time paulista fez 2 a 0, com dois gols de Gabriel Jesus.

 

Todos os números do clássico

– Jogos: 11

– Vitórias do Palmeiras: 6

– Vitórias do América: 0

– Total de empates: 5

– Gols do Palmeiras: 16

– Média por jogo: 1,45

– Gols do América: 7

– Média por jogo: 0,63

– Total de gols do clássico: 23

– Média por partida: 2,09

– Maior resultado do Palmeiras: 3 a 1 (23/1/74)

– Maior resultado do América: nenhum

– Maior artilheiro do clássico: Leivinha / 4 gols

– Maior artilheiro do Palmeiras: Leivinha / 4 gols

– Maior artilheiro do América: Cândido / 2 gols

– Maior público: 30.789 (Mineirão – 19//11/72)

– Estádios mais utilizados: Mineirão e Parque Antártica (3 vezes)

 

Os 11 jogos do Brasileiro

1) Palmeiras 2 a 1 – 26/9/71 – Mineirão – 6.446 – César e Leivinha / Dirceu Alves

2) Palmeiras 2 a 1 – 19/11/72 – Mineirão – 30.789 – Ademir da Guia e Leivinha / Cândido

3) Palmeiras 3 a 1 – 23/1/74 – Pacaembu – público não divulgado – César e Leivinha 2 / Cândido

4) Palmeiras 1 a 0 – 16/5/74 – Parque Antártica – 2.319 – Edu Bala

5) 0 a 0 – 24/9/75 – Mineirão – 4.871

6) 1 a 1 – 12/11/98 – Independência – 7.877 – Oséas / Dimba

7) 0 a 0 – 11/10/00 – Parque Antártica – 2.453

8) Palmeiras 3 a 1 – 12/8/01 – Parque Antártica – 10.523 – Fábio Júnior, Lopes e Pedrinho / Fabrício

9) 1 a 1 – 7/7/11 – Sete Lagoas-MG – 1.503 – Maurício Ramos / Alessandro

10) 1 a 1 – 1/10/11 – Canindé-SP – 9.285 – Marcos Assunção / Kempes

11) Palmeiras 2 a 0 – 21/6/16 – Allianz Parque – 27.429 – Gabriel Jesus 2