O Uruguai manteve provisoriamente a liderança isolada das Eliminatórias da América do Sul para a Copa 2018, com 20 pontos, ao empatar por 2 a 2 com a Colômbia, que marcou o segundo gol quando restavam seis minutos, numa cabeçada de Yerry Mina, zagueiro do Palmeiras. Uma vitória do Brasil sobre a Venezuela levaria a seleção de Tite aos 21 e arrancaria a Celeste da ponta.

A Colômbia começou com a posse da bola, buscando objetivamente o gol, pois o Uruguai entrou recuado, apostando em contra-ataques. Aos 14 minutos, dada a pressão, Muriel cobrou escanteio e Aguillar subiu sozinho para cabecear à direita de Muslera: 1 a 0. O temporal arriou, encharcando o gramado, prejudicando a troca de passes da equipe amarela.

Em desvantagem, o time visitante passou a arriscar mais, o que permitiria ao adversário explorar os espaços deixados na retaguarda. Os anfitriões, no entanto, não souberam – ou não tiveram tempo – para fazê-lo. Assim, aos 27, Arévalo Rios bateu falta, Díaz desviou, e Christian Rodriguez chegou antes de Murillo, cabeceando forte. O goleiro ainda tocou na bola, que entrou próximo ao ângulo direito. O jogo ficou equilibrado, sem que as equipes criassem algo de positivo.

A Colômbia voltou para a etapa derradeira com Cardona no lugar de Muriel. E disposta a recuperar o tempo perdido, levando o Uruguai a recuar novamente, certo de que Cavani ou Suarez, em bola lançada, pudessem resolver. Aos 13 minutos, Martínez substituiu Bacca. Aos 15, Cuadrado cruzou e Godín meteu a mão na bola, mas o árbitro mandou seguir. De qualquer forma, a Celeste segurava o empate com alguma tranqüilidade. Aos 27, Godín cobrou falta na intermediária, Stuani, que acabara de entrar, desviou para frente, Murillo caiu, e Suarez apanhou a sobra para finalizar à direita de Ospina: 2 a 1.

Nestor Pekerman sacou Arias e pôs Berrío. A Colômbia saiu desordenada em busca da igualdade. Aos 34, numa bobeada da zaga, Cuadrado cruzou e Aguillar testou livre, para defesa de Muslera. Aos 37, Cardona bateu e o goleiro segurou. Aos 39, Cuadrado levantou e Mina mandou de cabeça por cima de Muslera: 2 a 2. O time da casa ainda teve tempo para virar. Mas a equipe de Oscar Tabarez, com seus chutões, segurou o resultado.

Próximos jogos: Colômbia x Chile e Uruguai x Equador (10/11/16) e Argentina x Colômbia e Chile x Uruguai (15/11/16).

 

COLÔMBIA 2 x 2 URUGUAI

Data: Terça-feira, 11 de outubro de 2016.

Competição: Eliminatórias Copa do Mundo 2018 / América do Sul / 10ª rodada.

Local: Estádio Metropolitano Roberto Melendez, em Barranquilla / Colômbia.

Arbitragem: Nestor Fabian Pitana, Hernan Pablo Maidana e Juan Pablo Belatti / Argentina.

Gols: Abel Aguillar 14’, Christian Rodriguez 27’, Luis Suarez 72’ e Yerry Mina 84’.

COLÔMBIA: David Ospina, Santiago Arias (Orlando Berrío 77’), Yerry Mina, Oscar Murillo e Faríd Díaz; Abel Aguillar, Carlos Sanchez, Macnelley Torres e Juan Cuadrado; Luis Fernando Muriel (Edwin Cardona – intervalo) e Carlos Bacca (Roger Martinez 58’). Técnico: José Nestor Pekerman / Argentina.

URUGUAI: Fernando Muslera, Matias Corujo, Diego Godín, Sebastian Coates e Gaston Silva (Alvaro Pereira 44’); Arevalo Rios, Carlos Sanchez (Cristhian Stuani 70’), Mathias Vecino e Christian Rodriguez (Diego Laxalt 85’); Edinson Cavani e Luis Suarez. Técnico: Oscar Washington Tabarez Sclavo – Oscar Tabarez.