Luiz Felipe Scolari não foi anunciado. Mas podemos desde já detonar a campanha “Fora Scolari!”. O pontapé inicial está dado.

Sim, pois há um burburinho em torno da contratação de Luiz Felipe Scolari para ser o novo treinador do Flamengo. Pois que ninguém tenha dúvida: Scolari não deve ser candidato ao cargo. Se candidato, não deve assumir. Se assumir, não deve ser empossado. Se empossado, deve ser deposto. Se deposto, deve ter seu nome eternamente afastado da Gávea.

Tal cidadão não tem qualquer identificação com o Flamengo. Já fez críticas ao clube em várias ocasiões. Seus métodos primários e tribais estão ultrapassados. Sua contratação trará ainda mais dor de cabeça. Dentro e fora do campo. Dada a sua aversão ao Rubro-Negro, não suportaria três meses no cargo. Trazê-lo seria um equívoco bárbaro.

Os que o fizerem se arrependerão amargamente. É interessante que estamos em ano de eleição no clube. E que Scolari pode colaborar decisivamente para que a situação seja derrotada. Quem escreve estas linhas é alguém que acompanha o Flamengo já se vão mais de 50 anos. E que conhece bem as artimanhas do clube. A sorte está lançada.