Atenção povo rubro-negro! Não existe jogo fácil demais na Série A. Se menosprezar o Paraná, que enfrenta na noite de domingo no Maracanã, corre o risco de sair de campo sem os três pontos. O time paranista vem de duas vitórias sobre adversários recentes do Flamengo, o Bahia e o Fluminense, e a previsão é a de que montará uma retranca medonha, para segurar pelo menos o empate, que na sua luta pela sobrevivência na elite será de enorme valia.

O Paraná é o penúltimo na tabela. Perdeu a metade dos jogos que disputou. Fez seis gols e tomou 13. Mas há sete defesas piores: Vitória (20), Chapecoense (19), América-MG (17), Atlético-MG, Bahia, Ceará e Santos (14). O Vasco também tem 13. O técnico Rogério Micale, que está no cargo desde o começo do Brasileiro, fez um punhado de mudanças desde a segunda rodada, e na medida do possível, o time evoluiu.

Quem conhece e vê futebol há muito tempo, como este que vos escreve, tem o sentimento do que pode acontecer no domingo, caso o Flamengo não dê o devido respeito ao adversário: o Paraná entra fechadinho, o adversário vai tocando a bola em busca de espaços, e conforme o tempo vai passando, a torcida perde a paciência, o time cai em desespero, e o gol não sai. Ah… ainda há o risco de tomá-lo em contra-ataques.

Logo, é preciso entrar arrasando, pressão total, mostrando autoridade, disposto a decidir antes que seja tarde. Atenção povo rubro-negro! O Flamengo tem um retrospecto terrível contra o Paraná no Brasileiro. Confira aqui no site.

E para que esqueceu, no ano passado foi eliminado pelos paranistas na Primeira Liga, 1 a 1 no tempo regulamentar, e derrota de 5 a 4 nos pênaltis, jogando com o time titular, e diante de 10 mil pessoas no estádio de Cariacica torcendo a favor. O Paraná é um fantasma na vida do Flamengo. Não deve ser subestimado. E o Flamengo está proibido de perder pontos domingo. Sem chance para zebra.