# Leia o texto no fim para entender melhor a matéria

PARTICIPANTES

————————-

Clube / Data de fundação / Bairro / Cidade

– América Football Club – 18/9/1904 – Tijuca / Rio de Janeiro

– Bangu Athletico Club – 17/4/1904 – Bangu / Rio de Janeiro

– Bonsucesso Futebol Clube – 12/10/13 – Bonsucesso / Rio de Janeiro

– Botafogo Football Club – 12/8/1904 – Botafogo / Rio de Janeiro

– Club de Regatas do Flamengo – 15/11/1895 – Flamengo / Rio de Janeiro

– Club de Regatas Vasco da Gama – 21/8/1898 – São Cristóvão / Rio de Janeiro

– Fluminense Football Club – 21/7/1902 – Laranjeiras / Rio de Janeiro

– Madureira Atlético Clube – 8/8/14 – Madureira / Rio de Janeiro

– São Cristóvão Athletic Club – 15/7/1909 – São Cristóvão / Rio de Janeiro

Primeiro turno

——————-

FLAMENGO 5 x 1 MADUREIRA

Data: Domingo, 2 de abril de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio Madureira Atlético Clube / Rua Domingos Lopes, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / LFRJ.

Gols: Valido 23’ e 45’, Jair Rosa Pinto 27’, Gonzalez 36’ (pênalti – falta Alcides em Sá) e Caxambu 61’ e 63’.

Expulsões: Norival 35’ e Lelé 46’ (ambos por reclamações agressivas ao árbitro).

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Osvaldo; Natal (Newton 46’), Jocelyno e Médio; Sá, Valido (Carlinhos 46’), Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Alfredo, Norival (Tuíca 36’) e Cachimbo; Gringo, Paulista e Alcides; Adilson, Lelé (Ozéas 46’), Baleiro, Jair e Armandinho. Técnico: Ademar Pimenta.

(*) Jair Rosa Pinto cobrou pênalti (falta de Newton em Armandinho) na trave aos 48 minutos.

(**) O jogo esteve paralisado entre 12 e 23 minutos, pois parte do alambrado tombou, obrigando a Polícia Especial a afastar o público e recolocar o gradil no lugar devido.

FLAMENGO 4 x 1 BOTAFOGO

Data: Domingo, 16 de abril de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Virgilio Fedrighi / LFRJ.

Gols: Leônidas da Silva 7’, Jarbas 23’, Gonzalez 72’, Patesko 79’ e Sá 81’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Domingos da Guia e Osvaldo; Britto, Volante e Médio; Sá, Leônidas da Silva, Caxambu (Carlinhos 65’), Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Aymoré, Bibi e Nariz; Zezé Moreira, Martim (Zarcy 27’) e Canali; Álvaro, Carvalho Leite, Paschoal, Perácio e Patesko. Técnico: Carlos Martins da Rocha – Carlito Rocha.

FLAMENGO 5 x 1 SÃO CRISTÓVÃO

Data: Domingo, 23 de abril de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio São Cristóvão Atlético Clube / Rua Figueira de Mello, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Gonzalez 20’ e 74’, Roberto 25’ (pênalti – Domingos da Guia / mão na bola), Jarbas 52’ e 57’ e Caxambu 62’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Domingos da Guia e Osvaldo; Britto, Volante e Médio; Sá, Leônidas da Silva, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Válter Goulart, Hernandez e Poroto; Arquimedes, Dodô e Afonsinho; Vicente, Villegas, Guinha, Nestor e Roberto (Carreiro – intervalo). Técnico: Balthazar Franco.

FLAMENGO 0 x 4 BANGU

Data: Domingo, 7 de maio de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: José Pereira Peixoto / LFRJ.

Gols: Lula 23’ e 68’, Nadinho 70’ e Bituca 75’.

Expulsões: Leônidas da Silva e Britto 70’ (ambos por agressões ao árbitro) e Osvaldo 78’ (reclamação agressiva ao árbitro).

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Osvaldo; Britto (Jocelyno 60’), Volante e Médio; Valido (Sá – intervalo), Leônidas da Silva, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: Francisco, Enéas e Camarão; Pichim, Rodrigo e Leitão; Lula, Antônio (Ladislau – intervalo), Nadinho, Estanislau e Bituca. Técnico: Antônio Manfrenatte.

(*) Jogo encerrado aos 77 minutos, por ordem do delegado Frota Aguiar, chefe do policiamento no estádio, após briga generalizada e tentativa de agressão ao árbitro. Como restavam apenas três minutos para o fiim, o resultado foi mantido pela LFRJ.

FLAMENGO 2 x 2 FLUMINENSE

Data: Domingo, 14 de maio de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 19.936 espectadores.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / LFRJ.

Gols: Fogueira 12’, Romeu 31’ e Valido 46’ e 60’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Domingos da Guia e Osvaldo; Jocelyno, Volante (Natal 59’) e Médio; Sá, Leônidas da Silva, Caxambu (Valido – intervalo), Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Batatais, Moisés e Guimarães; Bioró, Brant e Orozimbo (Mílton 49’); Pedro Amorim, Romeu, Fogueira, Tim e Hércules. Técnico: Ondino Leonel Viera Palaserez – Ondino Viera / Uruguai.

FLAMENGO 7 x 1 AMÉRICA

Data: Domingo, 28 de maio de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 6ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / LFRJ.

Gols: Caxambu 7’, 24’ e 45’, Valido 12’ e 77’, Sá 20’, Hortêncio 50’ e Jarbas 76’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Domingos da Guia e Osvaldo; Jocelyno, Volante e Médio; Sá, Valido, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Tadeu, Gritta (Vital 26’) e Badu; Bolinha, Og e Possato; Bugueyro, Hortêncio, Plácido, Lacínio e Pirica. Técnico: José Maria Alves.

FLAMENGO 0 x 2 VASCO

Data: Domingo, 11 de junho de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: José Sanchez Diaz / LFRJ.

Gols: Niginho 10’ e 50’.

Expulsões: Oscarino e Jarbas 37’ (troca de agressões) e Jocelyno 65’ (falta violenta em Calocero).

Flamengo: Válter Goulart, Domingos da Guia e Osvaldo; Jocelyno, Volante (Natal 53’) e Médio; Sá, Valido, Caxambu, Gonzalez e Jarbas (Bibiano Orsi 38’). Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

Vasco: Nascimento, Jahu e Florindo; Oscarino (Calocero 38’), Zarzur e Argemiro; Orlando, Villadoniga, Niginho (Gabardo 76’), Gandulla e Emeal. Técnico: Ramon Platero / Uruguai.

(*) Nascimento defendeu pênalti (Zarzur / mão na bola) cobrado por Gonzalez aos 28 minutos.

FLAMENGO 5 x 1 BONSUCESSO

Data: Domingo, 18 de junho de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 1º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio Bonsucesso Futebol Club / Rua Teixeira de Castro, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / LFRJ.

Gols: Caxambu 6’ e 18’, Sandro 8’, Sá 21’ e 24’ e Gonzalez 58’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Newton e Osvaldo; Natal, Volante e Médio (Barros 20’); Sá, Valido (Carlinhos 77’), Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Durval, Mário e Vila; Vergara, Escobar e Otto; Mascotte, Bahia, Sandro, Pedro Nunes e Odir. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

Segundo turno

——————-

FLAMENGO 5 x 1 MADUREIRA

Data: Domingo, 25 de junho de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Sá 4’ e 55’, Valentim 17’, Volante 37’, Jarbas 65’ e Gonzalez 73’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Newton e Osvaldo; Jocelyno, Volante e Natal; Sá, Valido, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Alfredo, Norival e Tuíca; Otacílio, Paulista e Gringo; Adilson, Lelé, Valentim, Jair e Oséas. Técnico: Ademar Pimenta.

FLAMENGO 1 x 5 BOTAFOGO

Data: Domingo, 9 de julho de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio Botafogo Football Club / General Severiano, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / LFRJ.

Expulsões: Volante 70’ (falta violenta em Zezé Moreira).

Gols: Sá 7’, Álvaro 26’, Paschoal 39’, 56’ e 79’ e Carvalho Leite 50’.

FLAMENGO: Válter Goulart (Yustrich 57’), Domingos da Guia e Osvaldo; Jocelyno, Volante e Natal; Sá, Valido, Naon, Carlinhos e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Aymoré, Graham Bell e Nariz; Zezé Procópio, Zezé Moreira e Canali; Álvaro, Carvalho Leite, Paschoal, Perácio e Patesko. Técnico: Isidor “Dori” Krueschner / Hungria.

(*) O quarto gol do Botafogo teve origem num pênalti (falta de Natal em Álvaro) cobrado por Patesko. Valter Goulart defendeu, o ponta-esquerda apanhou o rebote, o goleiro voltou a espalmar, e Paschoal, que acompanhava o lance, chutou enfim para as redes.

FLAMENGO 2 x 2 SÃO CRISTÓVÃO

Data: Domingo, 16 de julho de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Valido 30’, Nena 45’, Joaquim 60’ e Sá 69’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Osvaldo; Jocelyno, Volante e Natal; Sá, Valido, Naon, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Madalena, Hernandez e Mundinho; Arquimedes, Dodô e Afonsinho; Roberto, Villegas, Joaquim, Nena e Carreiro. Técnico: Balthazar Franco.

FLAMENGO 2 x 1 BANGU

Data: Domingo, 30 de julho de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio Bangu Atlético Clube / Rua Ferrer, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Virgílio Fedrighi / LFRJ.

Gols: Valido 5’ e 32’ e Lula 30’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Domingos da Guia e Newton; Jocelyno, Volante e Artigas; Sá, Valido, Naon, Gonzalez e Orsi. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: Francisco, Enéas e Camarão; Pichim, Rodrigo e Nadinho; Lula, Ladislau, Rato, Jorge e Bituca. Técnico: Antônio Manfrenatte.

FLAMENGO 2 x 1 FLUMINENSE

Data: Sábado, 5 de agosto de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 30.026 espectadores.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Leônidas da Silva 21’ (pênalti – falta de Orozimbo em Valido), Gonzalez 57’ e Romeu 75’.

FLAMENGO: Válter Goulart, Domingos e Newton; Jocelyno, Volante e Artigas; Sá, Valido, Leônidas da Silva, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Batatais, Moisés e Machado; Bioró, Brant e Orozimbo; Pedro Amorim, Romeu, Russo, Tim e Orlandinho. Técnico: Ondino Leonel Viera Palasarez – Ondino Viera.

FLAMENGO 2 x 1 AMÉRICA

Data: Domingo, 20 de agosto de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 6ª rodada.

Local: Estádio América Football Club / Rua Campos Sales, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Jarbas 11’ e 74’ e Bugueyro 53’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Jocelyno, Volante e Artigas; Sá, Valido, Leônidas da Silva, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Cuello, De La Torre e Gritta; Bolinha, Og e Baigorria; Bugueyro, Oscar, Galego, Carola e Pirica. Técnico: Armando Coelho Antunes.

FLAMENGO 3 x 0 VASCO

Data: Domingo, 3 de setembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Leônidas da Silva 25’ e 65’ e Gonzalez 76’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Jocelyno, Volante e Artigas; Sá, Valido, Leônidas da Silva, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

VASCO: Nascimento, Jahu e Florindo; Figliola, Zarzur e Dacunto; Orlando, Gabardinho, Niginho, Gandulla e Luna. Técnico: Ramon Platero / Uruguai.

(*) Jahu sofreu contusão muscular aos 12 minutos e regressou aos 69. No entanto, sem condições físicas, permaneceu praticamente parado no setor direito de ataque.

FLAMENGO 2 x 1 BONSUCESSO

Data: Domingo, 10 de setembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 2º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Virgílio Fedrighi / LFRJ.

Gols: Leônidas da Silva 9’, João Pinto 17’ e Gonzalez 41’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Jocelyno, Volante e Artigas; Valido, Naon, Leônidas da Silva, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Timbira, Mário e Vila; Vergara, Escobar e Otto; Julinho, João Pinto, Gradim, Pedro Nunes e Odir. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

(*) Leônidas da Silva sofreu contusão ao marcar o gol e só regressou no segundo tempo.

Terceiro turno

——————-

FLAMENGO 2 x 2 MADUREIRA

Data: Domingo, 24 de setembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Guilherme Gomes / LFRJ.

Gols: Caxambu 33’ e 76’, Jair Rosa Pinto 58’ e Adilson 75’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Jocelyno, Volante e Artigas; Sá, Valido, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Alfredo, Norival e Tuíca; Otacílio, Alencar e Alcides; Adilson, Lelé, Xavier, Jair e Dentinho. Técnico: Ademar Pimenta.

FLAMENGO 2 x 3 BOTAFOGO

Data: Domingo, 8 de outubro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: José Sanchez Diaz / RJ.

Gols: Leônidas da Silva 4’ e 15’, Perácio 20’ e 68’ e Paschoal 46’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Jocelino, Volante e Médio; Valido, Leônidas da Silva, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Aymoré, Lino e Nariz; Zezé Procópio, Zezé Moreira e Canali; Álvaro, Carvalho Leite, Paschoal, Perácio e Patesko. Técnico: Isidor “Dori” Krueschner / Hungria.

FLAMENGO 2 x 1 SÃO CRISTÓVÃO

Data: Domingo, 15 de outubro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Roberto 49’, Leônidas da Silva 62’ e Valido 75’.

FLAMENGO: Yustrich, Newton e Marin; Jocelyno, Volante e Médio; Valido, Leônidas da Silva, Caxambu, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Valdir, Hernandez e Mundinho; Arquimedes, Dodô e Afonsinho; Roberto, Villegas, Joaquim, Nestor e Carreiro. Técnico: Balthazar Franco.

FLAMENGO 4 x 0 BANGU

Data: Domingo, 28 de outubro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio América Football Club / Rua Campos Sales, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Guilherme Gomes / LFRJ.

Gols: Jarbas 34’, Naon 45’, Valido 62’ e Leônidas da Silva 65’.

FLAMENGO: Yustrich, Newton e Marin; Jocelyno, Volante e Médio; Valido, Leônidas da Silva, Naon, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: Francisco, Enéas e Camarão; Antônio, Rodrigo e Leitão; Lula, Ladislau, Mineiro, Jorge e Elbo. Técnico: Antônio Manfrenatte.

FLAMENGO 2 x 1 FLUMINENSE

Data: Sábado, 4 de novembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 15.420 espectadores.

Arbitragem: Guilherme Gomes / LFRJ.

Gols: Sá 16’ (pênalti – falta de Malazzo em Sá) e 25’ e Hércules 32’ (pênalti – falta de Newton em Milani).

FLAMENGO: Yustrich, Newton e Marin; Jocelyno, Volante e Médio; Sá, Leônidas da Silva, Valido, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Batatais, Moisés e Guimarães; Vicentini, Brant e Malazzo; Pedro Amorim, Romeu, Milani, Tim e Hércules. Técnico: Ondino Leonel Viera Palasarez – Ondino Viera / Uruguai.

FLAMENGO 4 x 2 BONSUCESSO

Data: Domingo, 11 de novembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 6ª rodada.

Local: Estádio América Football Club / Rua Campos Sales, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Gols: Gradim 6’, Naon 9’, Jarbas 18’, Gonzalez 29’ (pênalti) e 63’ e Odir 42’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Artigas, Volante e Médio; Valido, Leônidas da Silva, Naon, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Timbira, Mário e Vila; Vergara, Escobar e Otto; Julinho, Gérson, Joãozinho, Pedro Nunes e Odir. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

FLAMENGO 0 x 0 AMÉRICA

Data: Segunda-feira, 20 de novembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos de Oliveira Monteiro – Tijolo / LFRJ.

Expulsão: Alcebíades 77’ (reclamação agressiva ao árbitro).

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Artigas, Volante e Médio; Valido, Leônidas da Silva, Naon, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Tadeu, De La Torre e Badu; Bolinha, Og e Alcebíades; Nelsinho, Carola, Hortêncio, Lacínio e Pirica. Técnico: Armando Coelho Antunes.

FLAMENGO 4 x 0 VASCO

Data: Domingo, 3 de dezembro de 1939.

Competição: Campeonato Carioca / Liga de Futebol do Rio de Janeiro / 3º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Fioravanti D’Angelo / LFRJ.

Gols: Valido 7’, Gonzalez 71’ e 79’ e Leônidas da Silva 74’.

FLAMENGO: Yustrich, Domingos da Guia e Newton; Artigas, Volante e Médio; Sá, Valido, Leônidas da Silva, Gonzalez e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

VASCO: Nascimento, Agnelli e Florindo; Dacunto, Zarzur e Argemiro; Orlando, Alfredo, Villadoniga, Gandulla e Emeal. Técnico: Ramon Platero.

A CAMPANHA

———————-

– Jogos: 24

– Vitórias: 16

– Empates: 4

– Derrota: 4

– Gols pró: 67

– Média de gols a favor: 2,79

– Gols contra: 34

– Média de gols contra: 1,41

– Saldo de gols: 33

ARTILHEIROS

———————-

– 13 gols: Gonzalez

– 12 gols: Valido

– 10 gols: Caxambú, Leônidas da Silva e Sá

– 9 gols: Jarbas

– 2 gols: Naon

– 1 gol: Volante

A CLASSIFICAÇÃO FINAL

—————————————-

Pontos – Jogos – Vitórias – Empates – Derrotas – Gols pró – Gols contra – Saldo

1º Flamengo 36 / 24 / 16 / 4 / 4 / 67 / 34 / 33

2º Botafogo 33 / 24 /14 / 5 / 5 / 80 / 42 / 38

3º São Cristóvão 29 / 24 / 11 / 7 / 6 / 52 / 46 / 6

4º Fluminense 27 / 24 / 11 / 5 / 8 / 60 / 44 / 16

5º América 24 / 24 / 10 / 4 / 10 / 45 / 53 / -8

6º Vasco 23 / 24 / 8 / 7 / 9 / 32 / 34 / -2

7º Madureira 17 / 24 / 4 / 9 / 11 / 36 / 56 / -20

8º Bangu 14 / 24 / 5 / 4 / 15 / 31 / 62 / -31

9º Bonsucesso 13 / 24 / 3 / 3 / 16 / 29 / 61 / -32

OS NÚMEROS

———————

Clubes participantes: 9

Jogos: 108

Gols: 432

Média de gols: 4

Maior goleada: Flamengo 7 x 1 América – 28/5

Artilheiro: Carvalho Leite / Botafogo / 22 gols

PARTICIPARAM

————————

Total: 21 jogadores

# 23 jogos

– Gonzalez (Alfredo Gonzalez – Buenos Aires / Argentina, 11/3/1915 – atacante)

– Jarbas (Jarbas Batista – Campos dos Goytacazes / RJ, 5/9/1913 – atacante)

– Volante (Carlos Martín Volante – Lanús / Argentina, 11/11/1910 – apoiador)

# 22 jogos

– Valido (Agustn Valido ´- Buenos Aires / Argentina, 31/1/1914 – atacante)

# 19 jogos

– Domingos da Guia (Domingos Antônio da Guia – Rio de Janeiro / RJ, 19/11/1912 – zagueiro)

– Jocelyno (Jocelyno Batista – Porto Alegre / RS, 1910 – médio)

# 18 jogos

– Sá (João de Sá Vasconcellos – Macaé / RJ, 6/11/1913 – atacante)

# 16 jogos

– Newton (Newton Canegal – Rio de Janeiro / RJ, 4/6/1917 – zagueiro)

# 15 jogos

– Leônidas da Silva (Leônidas da Silva – Rio de Janeiro / RJ, 6/9/1913 – atacante)

– Yustrich (Dorival Knippel – Corumbá / MT, 28/9/1917 – goleiro)

# 14 jogos

– Médio (Mamédio Antônio da Guia – Rio de Janeiro / RJ, 19/5/1911 – médio)

# 12 jogos

– Caxambu (Waldomiro Jammal – Caxambu / MG, 1º/12/1915 – atacante)

# 11 jogos

– Osvaldo (Osvaldo de Carvalho – Rio de Janeiro / RJ, 1º/5/1914 – zagueiro)

# 10 jogos

– Válter Goulart (Válter de Souza Goulart – Rio de Janeiro / RJ, 17/7/1912 – goleiro)

# 9 jogos

– Artigas (Arturo da Silva Filho – Santana do Livramento / RS, 8/1/1915 – médio)

# 7 jogos

– Naon (Arturo Naon – La Plata / Argentina, 31/12/1912 – atacante)

– Natal (Natal Jesus Correia – Porto Alegre / RS, 1915 – zagueiro e apoiador)

# 3 jogos

– Britto (Hermínio de Britto – São Paulo / SP, 6/5/14 – médio)

– Carlinhos (Carlos de Almeida – atacante)

– Marin (João Marin Filho – Porto Alegre / RS, 1914 – zagueiro)

# 2 jogos

– Orsi (Raimondo Bibiano Orsi – Buenos Aires / Argentina, 2/12/1901 – atacante)

# Técnico

– Flávio Costa (Flávio Rodrigues Costa – Rio de Janeiro / RJ, 14/9/1906)

# Presidente

– Gustavo Adolfo de Carvalho (Sorocaba / SP, 19/2/1894 * Rio de Janeiro / RJ, 8/7/1980)

– Engenheiro Naval

– Mandatos: de 15 de janeiro de 1939 a 14 de janeiro de 1940 – de 15 de janeiro de 1941 a 14 de janeiro de 1942

# Leia o texto para entender melhor a matéria

– 1) A mais abrangente fonte que existe para obter informações sobre o Campeonato Carioca de 1939 é o acervo da Biblioteca Nacional, disponível na sede da Avenida Rio Branco, e no site da instituição, na internet. A alternativa é consultar os livros que contam as histórias dos clubes, alguns detalhados, outros nem tanto, porém todos válidos. É importante ressaltar que o autor também recorreu aos seus arquivos particulares, reunidos desde a década de 1970. Mas vale lembrar que os arquivos da Liga de Futebol do Rio de Janeiro, a federação que organizava o campeonato, não existem mais. É interessante citar que o espaço dedicado ao futebol não ficou menor após o começo da Segunda Guerra Mundial, em 1º de setembro, quando a Alemanha invadiu a Polônia.

– 2) Ao contrário do que ocorre hoje com alguma frequência, os jornais não publicavam as biografias dos jogadores. Além disso, vários clubes, e as próprias federações, não tiveram o cuidado de conservar tais informações, o que ainda impede a identificação completa de muitos deles. Aliás, muitas das informações encontradas na internet não são efetivamente confiáveis, sendo necessária pesquisa detalhada para confirmá-las.

– 3) O técnico, após 1933, já é uma função definida, mas não têm muita importância, tanto que as publicações nem sempre citam seus nomes, sequer em dias de jogos.

– 4) Só em raríssimas ocasiões os jornais da época publicavam o público presente aos jogos. Ao contrário do que ocorria na época do amadorismo, os preços dos bilhetes e as rendas são divulgados, mas é difícil fazer uma estimativa da quantidade de torcedores presentes aos jogos com base em valores, pois havia variação de locais disponíveis – tribuna, cadeira, arquibancada e até geral, em alguns estádios. Uma curiosidade: o Fla-Flu de 5 de agosto foi o de maior arrecadação na história do clássico até então, um total de 157 mil réis, o custo de um apartamento de quatro quartos em Copacabana, Zona Sul do Rio, ou de 10 automóveis populares, importados dos Estados Unidos.

– 5) A adoção do profissionalismo pôs fim aos árbitros que representavam clubes.

– 6) É da maior importância destacar aqui que embora já tivesse disputado três Mundiais, chegando em terceiro lugar em 1938, na França, o Brasil ainda não respeitava as regras da FIFA, o que só passou a fazê-lo em 4 de maio de 1941. Naquela data, entrou em vigor o Decreto-Lei 3.199, que criou o Conselho Nacional de Desportos, imposto pelo governo ditatorial de Getúlio Vargas, e que estabelecia as bases da organização dos esportes em todo o país. Logo, os jogos de 1939 continuaram sendo disputados em dois tempos de 40 minutos cada. Assim, contamos aqui o tempo dos gols de um a 80 minutos, sem levar em consideração, é claro, o período do intervalo. Assim, por exemplo, um gol marcado com um minuto da etapa derradeira, aparece na súmula como 41’.

– 7) Ocorreram duas mudanças significativas em janeiro de 1939 para a realização do Campeonato Carioca daquele ano, ambas decididas pela Liga de Futebol do Rio de Janeiro, lideradas por seu presidente, Noel de Carvalho. Por sugestão do assistente técnico da entidade, Carlos Alberto Peixoto, a competição passou a ser disputada em três turnos. Houve também modificação na chamada Lei do Jogo, apesar dos votos contrários dos presidentes do Botafogo, Eduardo Trindade, do Flamengo, Gustavo Adolfo de Carvalho, e do Fluminense, Alaor Prata. O atleta que praticasse falta violenta, obrigando o adversário a deixar o campo machucado, teria que permanecer pelo mesmo período de tempo fora da partida. Caso o atingido não regressasse, o agressor, é claro, também ficaria definitivamente afastado. Curiosamente, no entanto, o técnico continuava com o direito de substituir pelo menos um jogador expulso, em qualquer situação, inclusive em caso de xingamento ao árbitro.

– 8) O Botafogo foi Football Club até 8 de dezembro de 1942, quando fez a fusão com o Club de Regatas Botafogo, formando o Botafogo de Futebol e Regatas.

– 9) O São Cristóvão foi Athletic Club até 13 de fevereiro de 1943, quando fez a fusão com o Club de Regatas São Cristóvão, formando o São Cristóvão de Futebol e Regatas.

– 10) O Madureira Esporte Clube surgiu em 12 de outubro de 1971, com a fusão de três clubes do bairro: Imperial Basquete Clube, Madureira Atlético Clube e Madureira Tênis Clube. Mas a data original da fundação do MAC, 8 de agosto de 1914, foi mantida. O estádio da Rua Domingos Lopes não é o Aniceto Moscoso, também conhecido por Conselheiro Galvão, que só foi inaugurado em 1941.

– 11) O estádio do Bonsucesso, ainda hoje na Rua Teixeira de Castro, também era chamado de Estrada Norte, e só depois de 2013 é que ganhou o nome de Leônidas da Silva, que foi atleta do clube no começo da carreira.

– 12) O estádio do Fluminense, nas Laranjeiras, também era conhecido por Rua Guanabara, antigo nome da atual Pinheiro Machado, ou Rua Álvaro Chaves, na qual ainda há uma entrada para associados do clube. E só passou a se chamar Manoel Schwartz, após a morte do ex-presidente tricolor (1984-86 e 1998), que aconteceu em 23 de dezembro de 2003.

– 13) Jules Rimet esteve presente ao jogo Flamengo 4 x 1 Botafogo, no Estádio da Gávea, em 16 de abril. O então presidente da Fifa visitava o Brasil, e afirmou que o país estava oficialmente no páreo para realizar a Copa do Mundo de 1942. Os concorrentes eram Alemanha e Luxemburgo. Como é do conhecimento geral, a Segunda Guerra, já citada aqui, impediu a realização da quarta edição do torneio, que só foi acontecer em 1950. A promessa de Rimet permaneceu de pé, e o Brasil, acabou escolhido para acolhê-la.

– 14) Depois que o futebol brasileiro adotou o profissionalismo, em 1933, passou a importar muitos gringos, notadamente argentinos. É que dirigentes e torcedores acreditavam que os vizinhos eram superiores, tal a quantidade de vitórias que obtinham nos confrontos contra a nossa seleção e os clubes do Rio de Janeiro e de São Paulo. Pois Flamengo e Vasco possuíam, ao longo do Carioca de 1939, um total de 13 estrangeiros. Agustín Valido, Alfredo Gonzalez, Arturo Naon, Carlos Volante e Raimondo Orsi vestiam a camisa rubro-negra. Bernardo Gandulla, Emanuelle Figliola, José Guillermo Agnelli, José Luis Dacunto, Raúl Emeal, Roque Calocero e Segundo Villadoniga, a cruz-maltina. Figliola e Villadoniga eram uruguaios. Ramon Platero, técnico do Vasco, também. Os demais, argentinos, sendo que Orsi também tinha a cidadania italiana. Para ilustrar a tese da citada admiração pelos importados: em agosto de 1939, um combinado integrado por craques do Flamengo e do Vasco enfrentou outros dois, de atletas de Independiente e River Plate, ambos de Buenos Aires, e de Gymnasia y Esgrima, de La Plata, e de Rosario Central, de Rosario. Foi numa folga do Carioca. O misto carioca perdeu quatro vezes, duas vezes por 3 a 1, para o primeiro, e por 2 a 0 e 1 a 0, para o segundo deles. As partidas amistosas ocorreram na Argentina.

PUBLICAÇÕES CONSULTADAS

———————————————–

# Jornais e revistas

– A Batalha

– A Noite

– Almanak Laemmert

– Correio da Manhã

– Diário Carioca

– Diário de Notícias

– Gazeta de Notícias

– Globo Sportivo

– Jornal do Brasil

– Jornal do Commércio

– Jornal dos Sports

– O Fluminense

– O Globo

– O Imparcial

– O Jornal

– O Radical

– Sport Illustrado

# Livros

– Almanaque do Flamengo / Clóvis Martins e Roberto Assaf / Editora Abril

– Campos Sales, 118 – A História do América / Fernando Valle e Orlando Cunha / Editora Laudes

– Fluminense Football Club – História, Conquistas e Glórias / Antônio Carlos Napoleão / Editora Mauad

– Futebol no Botafogo – 1904 a 1950 / Alceu Mendes de Oliveira Castro / Gráfica Milone Ltda

– Histórico do Club de Regatas Vasco da Gama / José da Silva Rocha / Gráfica Olímpica Editora

– Nós é que somos banguenses / Carlos Molinari / Icone Gráfica e Editora