Leia o texto no fim para entender melhor a matéria.

PARTICIPANTES

————————-

Clube / Data de fundação / Bairro / Cidade

– América Football Club – 18/9/1904 – Tijuca / Rio de Janeiro

– Bangu Athletico Club – 17/4/1904 – Bangu / Rio de Janeiro

– Bonsucesso Futebol Clube – 12/10/13 – Bonsucesso / Rio de Janeiro

– Botafogo de Football e Regatas – 8/12/1942 – Botafogo / Rio de Janeiro

– Canto do Rio Foot-Ball Club – 14/11/13 – Centro / Niterói

– Club de Regatas do Flamengo – 15/11/1895 – Flamengo / Rio de Janeiro

– Club de Regatas Vasco da Gama – 21/8/1898 – São Cristóvão / Rio de Janeiro

– Fluminense Football Club – 21/7/1902 – Laranjeiras / Rio de Janeiro

– Madureira Atlético Clube – 8/8/14 – Madureira / Rio de Janeiro

– São Cristóvão de Futebol e Regatas – 13/2/1943 – São Cristóvão / Rio de Janeiro

Primeiro turno

——————

FLAMENGO 2 x 1 MADUREIRA

Data: Domingo, 13 de junho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos Gomes Potengi / FMF.

Gols: Murilinho 28’, Nandinho 33’ e Tião 57’.

FLAMENGO: Luiz Borracha, Artigas e Newton; Biguá, Volante e Jaime; Nilo, Alarcon, Tião, Nandinho e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Louro, Ápio e Geraldo; Arati, Spina e Esteves; Jorginho, Godofredo, Durval, Valdemar e Murilinho. Técnico: Almir Affonso do Amaral.

FLAMENGO 4 x 1 BOTAFOGO

Data: Domingo, 21 de junho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio Botafogo de Futebol e Regatas / Rua General Severiano, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Alderico Solon Ribeiro / FMF.

Gols: Pirilo 20’, Nilo 22’, Vevé 34’, Zarcy 41’ e Tião 52’.

FLAMENGO: Luiz Borracha, Artigas e Newton; Biguá, Volante e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Tião e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Aymoré, Caieira e Hernandez; Zarcy, Diaz e Gonzalez; Afonsinho, Bolinho, Heleno, Tovar e Pirica. Técnico: Mario Francisco Fortunato / Argentina.

FLAMENGO 4 x 1 CANTO DO RIO

Data: Domingo, 27 de junho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Alderico Solon Ribeiro / FMF.

Gols: Zizinho 7’, Pirilo 15’ e 66’, Mical 63’ e Tião 73’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Volante e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Tião e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

CANTO DO RIO: Pedrinho, Gérson e Laranjeira; Bolinha, Danilo e Alcebíades; Milady, Mical, Fantoni, Carango e Noronha. Técnico: Martim Mércio da Silveira.

FLAMENGO 1 x 2 AMÉRICA

Data: Domingo, 4 de julho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / FMF.

Gols: Maneco 12’ e 34’ e Zizinho 53’.

Expulsão: Vevé 79’ (falta violenta sobre Osni).

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Artigas, Volante e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Tião e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Válter, Osni e Gritta; Oscar, Guimarães e Laxixa; Jorginho, Maneco, César, Lima e Esquerdinha. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

FLAMENGO 2 x 0 FLUMINENSE

Data: Domingo, 11 de julho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 17.558 espectadores.

Arbitragem: Belgrano dos Santos / FMF.

Gols: Perácio 48’ e Zizinho 69’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Quirino e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Perácio e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Gijo, Norival e Renganeschi; Bioró, Spinelli e Afonsinho; Adílson, Russo, Maracaí, Tim e Careca. Técnicos: Arno Frank e Carlos Nascimento.

FLAMENGO 4 x 0 SÃO CRISTÓVÃO

Data: Domingo, 18 de julho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 6ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: José Pereira Peixoto / FMF.

Gols: Pirilo 18’, Perácio 61’ e 63’ e Tião 83’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Quirino e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Veliz, Mundinho e Augusto; Papeti, Bianchi e Castanheira; Santo Cristo, Alfredo, João Pinto, Nestor e Magalhães. Técnico: Abel Picabea Allero / Argentina.

FLAMENGO 5 x 1 BONSUCESSO

Data: Domingo, 25 de julho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos Milstein / FMF.

Gols: Perácio 20’, Vevé 24’ e 75’, Pirilo 26’, Zizinho 38’ e Telesca 47’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Quirino e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Madalena, Toninho e Araraquara; Braz, Telesca e Jaime; Sá, Irineu, Eunápio, Salim e Careca. Técnico: Francisco de Souza Ferreira – Gradim.

FLAMENGO 1 x 1 VASCO

Data: Domingo, 31 de julho de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: João Aguiar / FMF.

Gols: Djalma 13’ e Nilo 17’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Quirino e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

VASCO: Roberto, Haroldo e Sampaio; Figliola, Tião e Argemiro; Djalma, Ademir, Isaías, Lelé e Chico. Técnico: Ondino Leonel Viera Palasarez – Ondino Viera.

(*) Foi nesse jogo que o Vasco utilizou pela primeira vez nos clássicos contra o Flamengo a camisa com a faixa diagonal, na ocasião preta, sobre a camisa branca.

FLAMENGO 2 x 2 BANGU

Data: Domingo, 8 de agosto de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 9ª rodada.

Local: Estádio Bangu Athlético Clube / Rua Ferrer, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Belgrano dos Santos / FMF.

Gols: Nadinho 22’, Vevé 35’; Perácio 53’ e Otacílio 86’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Artigas e Jaime; Nilo, Zizinho, Tião, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: João Alberto, Enéas e Paulo; Mineiro, Antônio Meu Filho e Sousa; Sonô, Baleiro, Nadinho, Otacílio e Joaquim. Técnico: Waldemar José Maria – Zé Maria.

(*) João Alberto defendeu pênalti (Paulo / mão na bola) cobrado por Vevé aos 21 minutos.

(**) João Alberto deixou o campo machucado aos 53 minutos e só regressou aos 63. O atacante Nadinho substituiu o goleiro no breve período.

Segundo turno

——————-

FLAMENGO 0 x 0 MADUREIRA

Data: Domingo, 16 de agosto de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio Aniceto Moscoso / Rua Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Carlos Gomes Potengi / FMF.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Artigas e Jaime; Tião, Alarcon, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Louro, Rubens e Geraldo; Arati, Spina e Esteves; Durval, Bidon, Alegrete, Valdemar e Murilinho. Técnico: Almir Affonso do Amaral.

FLAMENGO 4 x 2 BOTAFOGO

Data: Domingo, 22 de agosto de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Belgrano Duarte dos Santos / FMF.

Gols: Vevé 13’, 42’ e 45’, Nilo 48’ e Heleno de Freitas 75’ e 85’.

Expulsão: Perácio 33’ (agressão a José Díaz).

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Artigas e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Ari, Ivan e Danilo; Zezé Moreira, José Diaz e Zarcy; Patesko, Limoeirinho, Heleno de Freitas, Tovar e Pirica. Técnico: Mário Francisco Fortunato / Argentina.

FLAMENGO 0 x 0 CANTO DO RIO

Data: Domingo, 29 de agosto de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio Caio Martins, em Niterói / RJ.

Arbitragem: Fioravanti D’Angelo / FMF.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Artigas e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Nandinho e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

CANTO DO RIO: Odair, Nanati e Laranjeira; Bolinha, Eli e Alcebíades; Julinho, Mical, Bocão, Carango e Noronha. Técnico: Horácio Salema.

FLAMENGO 3 x 1 AMÉRICA

Data: Domingo, 5 de setembro de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio América Football Club / Rua Campos Salles, no Rio de Janeiro / RJ

Arbitragem: Durval Caldeira Martins / FMF.

Gols: Perácio 52’, Zizinho 55’, Jacyr 66’ e Esquerdinha 76’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Artigas e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Vicente, Osni e Gritta; Oscar, Domício e Laxixa; Jorginho, Maneco, César, Lima e Esquerdinha. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

FLAMENGO 2 x 2 FLUMINENSE

Data: Domingo, 12 de setembro de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 17.500 espectadores.

Arbitragem: José Pereira Peixoto / FMF.

Gols: Invernizzi 7’, Perácio 12’ e 90’ e Carreiro 42’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Gijo, Norival e Renganeschi; Vicentini, Rui e Afonsinho; Adílson, Russo, Invernizzi, Tim e Carreiro. Técnico: Athuel Eduardo Velasquez / Uruguai.

FLAMENGO 1 x 1 SÃO CRISTÓVÃO

Datas: Domingo, 19 de setembro / Quarta-feira, 22 de setembro de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 6ª rodada.

Locais: Estádio São Cristóvão de Futebol e Regatas / Rua Figueira de Mello e São Januário, ambos no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Durval Caldeira Martins / FMF.

Gols: Vevé 13’ – na Rua Figueira de Melo / João Pinto 39’ – em São Januário.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Joel, Mundinho e Augusto; Papeti, Bianchi e Castanheira; Santo Cristo, Alfredo, João Pinto, Nestor e Magalhães. Técnico: Abel Picabéa Allero / Argentina.

(*) Partida interrompida no dia 19 de setembro aos 18 minutos após acidente no estádio do São Cristóvão e concluída no dia 22 em São Januário. Leia mais abaixo a explicação completa.

(**) Jurandir defendeu pênalti (Biguá / mão na bola) cobrado por Santo Cristo aos 62 minutos.

FLAMENGO 5 x 1 BONSUCESSO

Data: Domingo, 26 de setembro de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Alderico Solon Ribeiro / FMF.

Gols: Pirilo 22’, 77’ e 82’, Italo 24’, Perácio 62’ e Zizinho 68’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Madalena, Toninho e Araraquara; Braz, Telesca e Russo; Sá, Irineu, Eunápio, Salim e Italo. Técnico: Francisco de Souza Ferreira – Gradim.

FLAMENGO 6 x 2 VASCO

Data: Domingo, 3 de outubro de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio Botafogo de Futebol e Regatas / Rua General Severiano, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Antônio da Rocha Dias / FMF.

Gols: Vevé 39’, Perácio 44’ e 49’, Pirilo 65’ e 67’, Chico 69’, Zizinho 71’ e Lelé 82’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

VASCO: Oncinha, Rubens e Rafanelli; Figliola, Newton e Argemiro; Djalma, Ademir, Isaías, Lelé e Chico. Técnico: Ondino Leonel Viera Palasarez – Ondino Viera.

FLAMENGO 5 x 0 BANGU

Data: Domingo, 10 de outubro de 1943.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 9ª rodada.

Local: Estádio Club de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Arbitragem: Oscar Pereira Gomes / FMF.

Gols: Perácio 2’, 23’ e 63’ e Pirilo 37’ (pênalti – Enéas / mão na bola) e 89’.

FLAMENGO: Jurandir, Domingos da Guia e Newton; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: João Alberto, Enéas e Paulo; Mineiro, Sousa e Antônio; Sonô, Baleiro, Moacir Bueno, Otacílio e Joaquim. Técnico: Waldemar José Maria – Zé Maria.

A CAMPANHA

———————-

– Jogos: 18

– Vitórias: 11

– Empates: 6

– Derrota: 1

– Gols pró: 51

– Média de gols a favor: 2,83

– Gols contra: 33

– Média de gols contra: 1,83

– Saldo de gols: 18

ARTILHEIROS

———————-

– 14 gols: Perácio

– 12 gols: Pirilo

– 9 gols: Vevé

– 7 gols: Zizinho

– 4 gols: Tião

– 3 gols: Nilo

– 1 gol: Jacyr e Nandinho

A CLASSIFICAÇÃO FINAL

—————————————-

Pontos – Jogos – Vitórias – Empates – Derrotas – Gols pró – Gols contra – Saldo

1º Flamengo 28 / 18 / 11 / 6 / 1 / 51 / 18 / 18

2º Fluminense 26 / 18 / 12 / 2 / 4 / 48 / 31 / 17

3º São Cristóvão 25 /18 / 12 / 1 / 5 / 59 / 43 / 16

4º Vasco 24 / 18 / 11 / 2 / 5 / 64 / 38 / 26

5º América 20 / 18 / 9 / 2 / 7 / 55 / 40 / 15

6º Bangu 16 / 18 / 5 / 6 / 7 / 48 / 65 / -17

7º Madureira 14 / 18 / 4 / 6 / 8 / 34 / 45 / -11

8º Botafogo 14 / 18 / 6 / 2 / 10 / 40 / 51 / -11

9º Canto do Rio 11 / 18 / 5 / 1 /12 / 36 / 52 / -16

10º Bonsucesso 2 / 18 / 0 / 2 / 16 / 24 / 76 / -52

OS NÚMEROS

———————

– Clubes participantes: 10

– Jogos: 90

– Gols: 459

– Média de gols: 5,1

– Maior goleada: Vasco 7 x 0 Bangu – 12/9

– Artilheiro: João Pinto / São Cristóvão / 26 gols

PARTICIPARAM

————————-

Total: 19 jogadores

# 18 jogos

– Jaime (Jaime de Almeida – São Fidélis / RJ, 28/8/20 – médio)

# 17 jogos

– Biguá (Moacyr Cordeiro – Irati / PR, 22/3/21 – médio)

# 16 jogos

– Domingos da Guia (Domingos Antônio da Guia – Rio de Janeiro / RJ, 19/11/12 – zagueiro)

– Jurandir (Jurandir Correia dos Santos – São Paulo / SP, 26/4/13 – goleiro)

– Pirilo (Sylvio Pirilo Cesarino – Porto Alegre / RS, 26/7/16 – atacante)

– Zizinho (Thomaz Soares da Silva – Niterói / RJ, 14/9/21 – atacante)

# 15 jogos

– Vevé (Everardo Paes de Lima – Belém / PA, 14/3/17 – atacante)

# 13 jogos

– Perácio (José Perácio – Nova Lima / MG, 2/11/27 – atacante)

# 9 jogos

– Nilo (Nilo Cordeiro Magalhães – Salvador, 29/7/21 – atacante)

#  8 jogos

– Artigas (Arturo da Silva Filho – Santana do Livramento / RS, 8/1/15 – médio)

– Tião (Sebastião Silva – Bonsucesso / MG, 7/10/19 – atacante)

# 6 jogos

– Jacyr (Jacyr Cordovil da Silva – Rio de Janeiro / RJ, 7/11/23 – atacante)

# 5 jogos

– Bria (Modesto Bria – Encarnación / Paraguai, 8/3/22 – médio)

# 4 jogos

– Quirino (Emílio Correia – Alfenas / MG, 21/7/21 – zagueiro)

– Volante (Carlos Martín Volante – Buenos Aires / Argentina, 11/11/10 – médio)

# 2 jogos

– Alarcon (Antonio Ricardo Alarcon – Buenos Aires / Argentina, 12/1/14 – atacante)

– Jarbas (Jarbas Batista – Campos dos Goytacaez / RJ, 5/9/13 – atacante)

– Luiz Borracha (Luiz Gonzaga de Moura – Lavras / MG, 1º/11/20 – goleiro)

– Nandinho (Epaminondas da Silva Moura – Itabuna / BA, 8/11/22 – atacante)

# Técnico

– Flávio Costa (Flávio Rodrigues Costa – Rio de Janeiro / RJ, 14/9/1906)

# Presidente

– Dario de Mello Pinto (Cássia / MG, 17/9/1900 * Rio de Janeiro / RJ, 16/7/1985)

– Advogado, empresário e proprietário de fazendas

– Mandatos: de 15 de janeiro de 1943 a 14 de janeiro de 1945 – de 15 de janeiro de 1948 a 14 de janeiro de 1951

# Leia o texto para entender melhor a matéria

1) A mais abrangente fonte que existe para obter informações sobre o Campeonato Carioca de 1943 é o acervo da Biblioteca Nacional, disponível na sede da Avenida Rio Branco, e no site da instituição, na internet. A alternativa é consultar os livros que contam as histórias dos clubes, alguns detalhados, outros nem tanto, porém todos válidos. É importante ressaltar que o autor também recorreu aos seus arquivos particulares, reunidos desde a década de 1970. Mas vale lembrar que os arquivos da Federação Metropolitana de Futebol do Rio de Janeiro, a federação que organizava o campeonato, não existem mais.

2) Ao contrário do que ocorre hoje com alguma frequência, os jornais não publicavam as biografias dos jogadores. Além disso, vários clubes, e as próprias federações, não tiveram o cuidado de conservar tais informações, o que ainda impede a identificação completa de muitos deles. Aliás, muitas das informações encontradas na internet não são efetivamente confiáveis, sendo necessária pesquisa detalhada para confirmá-las.

3) O técnico, após 1933, já é uma função definida, mas não têm muita importância, tanto que as publicações nem sempre citam seus nomes, sequer em dias de jogos.

5) Eram poucas as ocasiões nas quais os jornais da época publicavam o público presente aos jogos. Ao contrário do que ocorria na época do amadorismo, os preços dos bilhetes e as rendas são divulgados, mas é difícil fazer uma estimativa da quantidade de torcedores presentes aos jogos com base em valores, pois havia variação de locais disponíveis – tribuna, cadeira, arquibancada e até geral, em alguns estádios.

6) Em 9 de julho de 1943, a Federação Metropolitana de Futebol solicitou o restabelecimento legal do cronometrista, mas o Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Desportos rechaçou, alegando que o Conselho Nacional de Desportos, criado em 1941 pelo Governo Vargas, mandava seguir estritamente as leis estabelecidas pela Fifa.

7) Ao contrário do que ocorreu no Carioca de 1942, as arbitragens do campeonato de 1943 só eram indicadas nos dias dos jogos, por sorteio.

8) O jogo entre Flamengo e São Cristóvão, em 19 de setembro de 1943, foi interrompido aos 18 minutos do primeiro tempo, quando parte das arquibancadas do estádio de Figueira de Melo desabou, ferindo 224 torcedores presentes. E o acidente ocorreu porque o setor, erguido com estruturas de madeira, não suportou a superlotação. De acordo com o jornal O Globo, o clube cadete vendeu 12.189 ingressos, dos quais 1.500 de geral, 500 além da capacidade do local. Duas vigas que sustentavam as 22 tábuas do local não suportaram o peso, e tombaram, derrubando dezenas de torcedores, forçando ainda a queda da grade de proteção, que caiu sobre os espectadores que estavam sentados à beira do campo. Vale lembrar que os sócios do São Cristóvão tiveram acesso gratuito. O estádio foi inaugurado em 1916, sua capacidade oficial era de oito mil pessoas, e jamais havia sido reformado. É interessante destacar, no entanto, a eficiência da assistência da época. O acidente – sem mortos – mobilizou destacamentos das polícias Militar, Civil e Especial, das forças armadas, de serviços de voluntários, além é claro de médicos e enfermeiros dos principais hospitais, que mandaram imediatamente quase duas dezenas de ambulâncias ao local. Os jornais da época registram que foi o acidente que envolveu o maior número de vítimas na história do Rio até então. No dia seguinte, os presidentes da FMF, Vargas Neto, e dos clubes da Primeira Divisão, reunidos na sede da entidade, tomaram uma curiosa resolução: o jogo continuaria no dia seguinte, no campo do Vasco, e os torcedores pagariam ingressos, “em benefício das vítimas do lamentável acidente”. E assim se fez. Os jornais e a FMF não divulgaram o público presente em São Januário, mas pelas fotos é possível perceber que o estádio cruz-maltino estava superlotado.

9) O São Cristóvão foi Athletic Club até 13 de fevereiro de 1943, quando fez a fusão com o Club de Regatas São Cristóvão, formando o São Cristóvão de Futebol e Regatas.

10) O Madureira Esporte Clube surgiu em 12 de outubro de 1971, com a fusão de três clubes do bairro: Imperial Basquete Clube, Madureira Atlético Clube e Madureira Tênis Clube. Mas a data original da fundação do MAC, 8 de agosto de 1914, foi mantida. O estádio da Rua Domingos Lopes não é o Aniceto Moscoso, também conhecido por Conselheiro Galvão, que só foi inaugurado em 1941.

11) O estádio do Bonsucesso, ainda hoje na Rua Teixeira de Castro, também era chamado de Estrada Norte, e só depois de 2013 é que ganhou o nome de Leônidas da Silva, que foi atleta do clube no começo da carreira.

12) O estádio do Fluminense, nas Laranjeiras, também era conhecido por Rua Guanabara, antigo nome da atual Pinheiro Machado, ou Rua Álvaro Chaves, na qual ainda há uma entrada para associados do clube. E só passou a se chamar Manoel Schwartz, após a morte do ex-presidente tricolor (1984-86 e 1998), que aconteceu em 23 de dezembro de 2003.

PUBLICAÇÕES CONSULTADAS

———————————————–

# Jornais e revistas

– A Noite

– Correio da Manhã

– Diário Carioca

– Diário de Notícias

– Gazeta de Notícias

– Globo Sportivo

– Jornal do Brasil

– Jornal do Commércio

– Jornal dos Sports

– O Fluminense

– O Globo

– O Jornal

– O Radical

– Sport Illustrado

# Livros

– Almanaque do Flamengo / Clóvis Martins e Roberto Assaf / Editora Abril

– Campos Sales, 118 – A História do América / Fernando Valle e Orlando Cunha / Editora Laudes

– Fluminense Football Club – História, Conquistas e Glórias / Antônio Carlos Napoleão / Editora Mauad

– Futebol no Botafogo – 1904 a 1950 / Alceu Mendes de Oliveira Castro / Gráfica Milone Ltda

– Histórico do Club de Regatas Vasco da Gama / José da Silva Rocha / Gráfica Olímpica Editora

– Nós é que somos banguenses / Carlos Molinari / Icone Gráfica e Editora