É realmente muito complicado para o Flamengo vencer o Grêmio em Porto Alegre, como ficou evidente no jogo de hoje, pela Copa do Brasil. Mas, para ser prático, o time não merecia perder. Assim, o massacre dos últimos 15 minutos acabou premiando o esforço altamente elogiável que o Rubro-Negro fez para chegar ao empate de 1 a 1. Talvez não fosse exagero dizer que o resultado foi até injusto, pelo o que a equipe da Gávea mostrou. Mas ficou de bom tamanho.

O Flamengo começou ligeiramente melhor, procurando o toque de bola e a aproximação da área adversária, e assim prosseguiu por meia hora, tanto que criou as duas oportunidades que surgiram na partida, neste período, com finalizações de Marlos Moreno e Rodinei, para ótimas defesas de Marcelo Grohe. Bastou, no entanto, o time recuar um pouquinho, para o adversário ameaçar. Aos 32 minutos, Cícero bateu de longe, e Diego Alves desviou para escanteio. Aos 37, Ramiro e Leonardo Moura tabelaram, e o lateral cruzou rasteiro para Luan, sem marcação, concluir à direita, abrindo o placar. Seria sensato afirmar que o empate seria mais justo, ao fim do primeiro tempo, mas é obrigatório ressaltar que é quase sempre fatal permitir ao Grêmio pressionar, em casa, e o pecado acabou determinando o resultado parcial.

O time gaúcho retornou para a etapa final mais cauteloso, acreditando que poderia liquidar o jogo nos contra-ataques, e o Flamengo passou a ter a posse da bola, buscando uma brecha na defesa adversária. Aos 16, Vitinho fez sua estreia, substituindo Marlos Moreno, procurando dribles e tabelas, enquanto Renato Gaúcho, quem sabe insatisfeito, pôs Jael e Leonardo Gomes, em sequência. E embora o Rubro-Negro brigasse pelo empate, não conseguia criar efetivamente chances de gol, desperdiçando inclusive duas cobranças de faltas próximas da área.

Na realidade, porém, e como dito, o massacre, nos últimos 15 minutos, passou a ser insuportável, e a bola acabou entrando, na jogada trabalhada, Éverton Ribeiro, Renê e Lincoln. Na prática, o time de Renato acabou cometendo o mesmo pecado de Barbiéri ao fim do primeiro tempo. De qualquer forma, um ótimo resultado, levando-se em conta que é muito complicado para Flamengo vencer o Grêmio em Porto Alegre. Mas o 1 a 1 teve sem dúvida gosto de vitória.

FLAMENGO 1 x 1 GRÊMIO / RS

Data: Quarta-feira, 1º de agosto de 2018.

Competição: Copa do Brasil / Quartas de Final / Ida.

Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre / RS.

Arbitragem: Raphael Claus, Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho van Gasse / SP.

Gols: Luan 37’ e Lincoln 95’.

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuellar, Lucas Paquetá, Diego e Éverton Ribeiro; Marlos Moreno (Vitinho 61’) e Uribe (Lincoln 76’). Técnico: Maurício Barbiéri.

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Leonardo Moura (Leonardo Gomes 71’), Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon, Cícero, Ramiro e Luan; Éverton (Marinho 77’) e André (Jael 65’). Técnico: Renato Gaúcho.

 

(Créditos pela foto: Gilvan de Souza/Flamengo via globoesporte)