PARTICIPANTES

————————-

Clube / Data de fundação / Bairro / Cidade

– América Football Club – 18/9/1904 – Tijuca / Rio de Janeiro

– Bangu Atlético Clube – 17/4/1904 – Bangu / Rio de Janeiro

– Bonsucesso Futebol Clube – 12/10/13 – Bonsucesso / Rio de Janeiro

– Botafogo de Futebol e Regatas – 12/8/1904 – Botafogo / Rio de Janeiro

– Canto do Rio Foot-Ball Club – 14/11/13 – Centro / Niterói

– Club de Regatas do Flamengo – 15/11/1895 – Flamengo / Rio de Janeiro

– Club de Regatas Vasco da Gama – 21/8/1898 – São Cristóvão / Rio de Janeiro

– Fluminense Football Club – 21/7/1902 – Laranjeiras / Rio de Janeiro

– Madureira Atlético Clube – 8/8/14 – Madureira / Rio de Janeiro

– São Cristóvão de Futebol e Regatas – 15/7/1909 – São Cristóvão / Rio de Janeiro

Primeiro turno

——————

FLAMENGO 1 x 2 AMÉRICA

Data: Domingo, 2 de julho de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 16.081 espectadores.

Arbitragem: Oscar Pereira Gomes / FMF.

Gols: Jorginho 55’, Lima 71’ e Pirilo 86’.

FLAMENGO: Jurandir, Artigas e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Tião e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Osni, Benedito e Gritta; Itim, Danilo e Amaro; China, Maneco, Rebolo, Lima e Jorginho. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

FLAMENGO 4 x 1 BOTAFOGO

Data: Domingo, 9 de julho de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 11.026 espectadores.

Arbitragem: João Aguiar / FMF.

Gols: Biguá 49’, Válter 54’ (pênalti – Newton / mão na bola), Zizinho 68’ e 75’ e Pirilo 76’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Coletta; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Ary, Ivan e Laranjeira; Zarcy, Santamaría e Negrinhão; Valter, Geninho, Heleno, Limoeiro e Reginaldo. Técnico: Martim Mércio da Silveira.

(*) Ary defendeu pênalti (Ivan / mão na bola) cobrado por Perácio aos 14 minutos.

(**) Santamaria sofreu contusão aos 39 minutos e permaneceu os demais 51 minutos da partida fazendo figuração no setor esquerdo de ataque do Botafogo.

FLAMENGO 2 x 2 SÃO CRISTÓVÃO

Data: Domingo, 16 de julho de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 10.078 espectadores.

Arbitragem: Guilherme Gomes / FMF.

Gols: Nestor 7’, Perácio 38’, Santo Cristo 53’ e Pirilo 76’(pênalti – falta de Mundinho em Pirilo).

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Veliz, Pelado e Mundinho; Indio, Esperon e Castanheira; Santo Cristo, Alfredo, João Pinto, Nestor e Valfredo. Técnico: Abel Picabéa Allero / Argentina.

FLAMENGO 2 x 0 CANTO DO RIO

Data: Domingo, 23 de julho de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 3.355 espectadores.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / FMF.

Gols: Tião 25’ e Jarbas 87’.

Expulsões: Ely e Pirilo 65’ (troca de pontapés) e Bria e Guálter 79’ (troca de pontapés).

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Perácio e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

CANTO DO RIO: Odair, Nanati e Haroldo; Guálter, Eli e Grande; Pascoal, Carango, Geraldino, Nunes e Vadinho. Técnico: Adhemar Nunes Freire / Pintado.

(*) Houve excesso de violência porque um temporal alagou o gramado da Gávea. O Canto do Rio sugeriu adiar o jogo. Mas o Flamengo, que tinha o mando do campo, consultado pelo árbitro, preferiu cumprir o compromisso.

FLAMENGO 6 x 1 BONSUCESSO

Data: Domingo, 30 de julho de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 1.540 espectadores.

Arbitragem: Mário Gonçalves Vianna / FMF.

Gols: Perácio 33’ (pênalti – Toninho / mão na bola) e 73’, Helmar 43’, Pirilo 50’ e 63’, Zizinho 75’ e Jarbas 77’.

Expulsões: Biguá 12’ (falta violenta em Valdir) e Telesca 34’ (falta violenta em Pirilo).

FLAMENGO: Dolly, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Jacey, Clodoaldo e Toninho; Pé de Valsa, Telesca e Duca; Bolinha, Careca, Helmar, Silveira e Valdir. Técnico: Gérson Coutinho.

FLAMENGO 1 x 0 MADUREIRA

Data: Domingo, 6 de agosto de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 6ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 3.138 espectadores.

Arbitragem: Durval Caldeira Martins / FMF.

Gol: Pirilo 58’.

Expulsão: Spina 60’ (reclamação ao árbitro).

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Perácio e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Alfredo, Brandão e Ápio; Arati, Spina e Esteves; Jorginho, Genésio, Bidon, Valdemar e Murilinho. Técnico: Almir Affonso do Amaral.

(*) Perácio sofreu contusão aos 30 minutos e permaneceu os demais 60 minutos da partida fazendo figuração no setor esquerdo de ataque do Flamengo.

(**) Os jogadores do Madureira alegaram que a bola chutada por Pirilo não havia transposto a linha de meta. O uruguaio Spina, capitão da equipe, xingou o árbitro e foi expulso. E os demais só não abandaram o campo porque o presidente do clube, Aniceto Gomes Pereira de Araújo Moscoso, famoso banqueiro de bicho do subúrbio, ordenou expressamente que eles prosseguissem até o final.

FLAMENGO 4 x 1 BANGU

Data: Domingo, 13 de agosto de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: não divulgado.

Arbitragem: João Aguiar / FMF.

Gols: Pirilo 8’, 12’ e 41’ (pênalti – Souza / mão na bola), Sanz 25’ e Massinha 28’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Sanz e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: Roberto, Bilulu e Paulo; Sousa, Tião e Adauto; Moacir I, Baleiro, Massinha, Moacir Bueno e Joaquim. Técnico: Waldemar José Maria – Zé Maria.

FLAMENGO 0 x 0 FLUMINENSE

Data: Sábado, 19 de agosto de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio Fluminense Football Club / Laranjeiras, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 17.811 espectadores.

Arbitragem: Alzilar Costa / FMF.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Sanz e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Batatais, Norival e Morales; Raul Rodriguez, Spinelli e Bigode; Pedro Amorim, Scila, Magnones, Simões e Pinhegas. Técnico: Athuel Eduardo Velasquez / Uruguai.

FLAMENGO 1 x 2 VASCO

Data: Sábado, 26 de agosto de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 1º turno / 9ª rodada.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 22.755 espectadores.

Arbitragem: Antônio Reginato / FMF.

Gols: Chico 32’, Pirilo 42’ e Djalma 43’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Tião, Zizinho, Pirilo, Sanz e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

VASCO: Oncinha, Sampaio e Rafanelli; Berascochea, Dino e Argemiro; Djalma, Lelé, Alfredo, Ademir e Chico. Técnico: Ondino Leonel Viera Palasarez – Ondino Viera.

FLAMENGO 4 x 1 AMÉRICA

Data: Domingo, 2 de setembro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 1ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 6.001 espectadores.

Arbitragem: Alzilar Costa / FMF.

Gols: Esquerdinha 5’, Zizinho 21’ e 85’, Sanz 28’ e Pirilo 81’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Sanz e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

AMÉRICA: Osni, Osni II e Gritta; Danilo, Oscar e Amaro; Jorginho, Maneco, Wilton, Lima e Esquerdinha. Técnico: Gentil Alves Cardoso – Gentil Cardoso.

(*) Jurandir defendeu pênalti (falta de Biguá em Esquerdinha) cobrado por Esquerdinha aos 36 minutos.

FLAMENGO 2 x 5 BOTAFOGO

Data: Domingo, 10 de setembro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 2ª rodada.

Local: Estádio Botafogo de Futebol e Regatas / General Severiano, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 11.537 espectadores.

Arbitragem: Aristides Figueira – Mossoró / FMF.

Gols: Heleno 20’ e 70’, Jaime 30’, Valsecchi 44’, Valter 68’, Jarbas 73’ e Geninho 76’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Nilo, Zizinho, Pirilo, Sanz e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BOTAFOGO: Ary, Laranjeira e Laidlaw; Ivan, Papetti e Negrinhão; Lula, Geninho, Heleno, Valsecchi e Válter. Técnico: Italo Fratezzi – Bengala.

(*) Os jogadores do Flamengo alegaram que a bola chutada por Geninho, no quinto gol, não havia transposto a linha de meta. Logo, a diretoria do clube deu ordem para o time sentar no gramado, impedindo a continuação da partida, que terminou efetivamente aos 76 minutos. Leia mais no texto abaixo.

FLAMENGO 3 x 0 SÃO CRISTÓVÃO

Data: Domingo, 17 de setembro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 3ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 2.685 espectadores.

Arbitragem: Oscar Pereira Gomes / FMF.

Gols: Zizinho 13’, Jaime 24’ (pênalti – Mundinho / mão na bola) e Djalma 76’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Coletta; Biguá, Bria e Jaime; Nilo, Zizinho, Tião, Djalma e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

SÃO CRISTÓVÃO: Veliz, Mundinho e Augusto; Indio, Esperon e Emanuel; Magalhães, Neca, João Pinto, Nestor e Lenine. Técnico: Abel Picabéa Allero.

FLAMENGO 2 x 1 CANTO DO RIO

Data: Domingo, 24 de setembro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 4ª rodada.

Local: Estádio Caio Martins, em Niterói.

Público: 6.722 espectadores.

Arbitragem: Alderico Solon Ribeiro / FMF.

Gols: Djalma 5’, Carango 7’ e Zizinho 69’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Coletta; Biguá, Bria e Jaime; Nilo, Zizinho, Tião, Djalma e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

CANTO DO RIO: Odair, Ely e Haroldo; Guálter, Nílton e Grande; Nelsinho, Carango, Geraldino, Nunes e Vadinho. Técnico: Adhemar Nunes Freire / Pintado.

FLAMENGO 2 x 0 BONSUCESSO

Data: Domingo, 1º de outubro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 5ª rodada.

Local: Estádio Bonsucesso Futebol Clube / Rua Teixeira de Castro, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 4.129 espectadores.

Arbitragem: Alzilar Costa / FMF.

Gols: Djalma 11’ e Jaime 49’ (pênalti – falta de Toninho em Jarbas).

Expulsões: Zizinho 65’ (falta violenta em Pé de Valsa), Valdir 69’ (falta violenta em Biguá) e Silveirinha (agressão a Coletta).

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Coletta; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Pirilo, Djalma e Jarbas. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BONSUCESSO: Jacey, Clodoaldo e Toninho; Otacílio, Pé de Valsa e Duca; Bolinha, Cambuy, Silveirinha, Careca e Valdir. Técnico: Gérson Coutinho.

(*) Jurandir defendeu pênalti (falta de Biguá em Valdir) cobrado por Careca aos 52 minutos.

FLAMENGO 2 x 0 MADUREIRA

Data: Domingo, 8 de outubro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 6ª rodada.

Local: Estádio Aniceto Moscoso / Rua Conselheiro Galvão, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 6.836 espectadores.

Arbitragem: Antônio da Rocha Dias / FMF.

Gols: Jacyr 8’ e 13’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Coletta; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Tião, Pirilo e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

MADUREIRA: Alfredo, Mário e Rubens; Arati, Spina e Esteves; Nílton, Godofredo, Durval, Jorge e Adelino. Técnico: Almir Affonso do Amaral.

FLAMENGO 7 x 1 BANGU

Data: Domingo, 15 de outubro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 7ª rodada.

Local: Estádio Botafogo de Futebol e Regatas / General Severiano, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 8.402 espectadores.

Arbitragem: Antônio da Rocha Dias / FMF.

Gols: Pirilo 15’ e 68’, Otacílio 26’, Tião 40’, Vevé 53’, 60’ e 80’ e Jacyr 85’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Jacyr, Zizinho, Tião, Pirilo e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

BANGU: Robertinho, Bilulu e Paulo; Mineiro, Moacir II e Sousa; Sonô, Baleiro, Massinha, Otacílio e Moacir Bueno. Técnico: Waldemar José Maria – Zé Maria.

FLAMENGO 6 x 1 FLUMINENSE

Data: Domingo, 22 de outubro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 8ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 15.085 espectadores.

Gols: Magnones 14’, Tião 18’, Bria 30’, Jaime 41’ (pênalti – falta de Morales em Pirilo), Zizinho 64’ e Pirilo 66’ e 79’.

Expulsão: Raul Rodriguez 65’ (reclamação ao árbitro).

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Valido, Zizinho, Pirilo, Tião e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

FLUMINENSE: Batatais, Norival e Morales; Raul Rodriguez, Jambo e Bigode; Pedro Amorim, Baztarica, Magnones, Nandinho e Pirombá. Técnico: Athuel Eduardo Velasquez / Uruguai.

(*) Jambo cobrou pênalti (falta de Biguá em Bigode) para fora aos 42 minutos.

FLAMENGO 1 x 0 VASCO

Data: Domingo, 29 de outubro de 1944.

Competição: Campeonato Carioca / Federação Metropolitana de Futebol / 2º turno / 9ª rodada.

Local: Estádio Clube de Regatas do Flamengo / Gávea, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 20.308 espectadores – 17.147 arquibancadas / 2.460 cadeiras / 701 militares.

Arbitragem: Guilherme Gomes / FMF.

Gol: Valido 86’.

FLAMENGO: Jurandir, Newton e Quirino; Biguá, Bria e Jaime; Valido, Zizinho, Pirilo, Tião e Vevé. Técnico: Flávio Rodrigues Costa – Flávio Costa.

VASCO: Barcheta, Rubens e Rafanelli; Alfredo, Berascochea e Argemiro; Djalma, Lelé, Isaías, Ademir e Chico. Técnico: Ondino Leonel Viera Palasarez – Ondino Viera.

A CAMPANHA

———————-

– Jogos: 18

– Vitórias: 13

– Empates: 2

– Derrotas: 3

– Gols pró: 50

– Média de gols a favor: 2,77

– Gols contra: 18

– Média de gols contra: 1

– Saldo de gols: 32

ARTILHEIROS

———————-

– 15 gols: Pirilo

– 8 gols: Zizinho

– 4 gols: Jaime

– 3 gols: Djalma, Jacyr, Jarbas, Perácio Tião e Vevé

– 2 gols: Sanz

– 1 gol: Biguá, Bria e Valido

A CLASSIFICAÇÃO FINAL

—————————————-

Pontos – Jogos – Vitórias – Empates – Derrotas – Gols pró – Gols contra – Saldo

1º Flamengo 28 / 18 / 13 / 2 / 3 / 50 / 18 / 32

2º Vasco 26 / 18 / 12 / 2 / 4 / 53 / 27 / 26

3º Botafogo 26 /18 / 12 / 2 / 4 / 37 / 22 / 15

4º Fluminense 24 / 18 / 10 / 4 / 4 / 45 / 27 / 18

5º América 21 / 18 / 9 / 3 / 6 / 43 / 36 / 7

6º Canto do Rio 17 / 18 / 6 / 5 / 7 / 34 / 37 / -3

7º Madureira 12 / 18 / 5 / 2 / 11 / 35 / 44 / -9

8º São Cristóvão 10 / 18 / 4 / 2 / 12 / 24 / 36 / -12

9º Bangu 10 / 18 / 4 / 2 /12 / 38 / 66 / -28

10º Bonsucesso 6 / 18 / 2 / 2 / 14 / 20 / 66 / -46

OS NÚMEROS

———————

– Clubes participantes: 10

– Jogos: 90

– Gols: 379

– Média de gols: 4,21

– Maior goleada: Flamengo 7 x 1 Bangu – 15/10

– Artilheiro: Geraldino / Canto do Rio / 19 gols

PARTICIPARAM

————————-

Total: 20 jogadores

# 18 jogos

– Biguá (Moacyr Cordeiro – Irati / PR, 22/3/21 – médio)

– Bria (Modesto Bria – Encarnación / Paraguai, 8/3/22 – médio)

– Jaime (Jaime de Almeida – São Fidélis / RJ, 28/8/20 – médio)

– Zizinho (Thomaz Soares da Silva – Niterói / RJ, 14/9/21 – atacante)

# 17 jogos

– Jurandir (Jurandir Correia dos Santos – São Paulo / SP, 26/4/13 – goleiro)

# 16 jogos

– Pirilo (Sylvio Pirilo Cesarino – Porto Alegre / RS, 26/7/16 – atacante)

# 13 jogos

– Quirino (Emílio Correia – Alfenas / MG, 21/7/21 – zagueiro)

– Tião (Sebastião Silva – Bonsucesso / MG, 7/10/19 – atacante)

# 10 jogos

– Vevé (Everardo Paes de Lima – Belém / PA, 14/3/17 – atacante)

# 8 jogos

– Jarbas (Jarbas Batista – Campos dos Goytacazes / RJ, 5/9/13 – atacante)

# 6 jogos

– Jacyr (Jacyr Cordovil da Silva – Rio de Janeiro / RJ, 7/11/23 – atacante)

# 5 jogos

– Coletta (Sabino Coletta – Buenos Aires / Argentina, 12/5/24 – zagueiro)

– Perácio (José Perácio – Nova Lima / MG, 2/11/27 – atacante)

– Sanz (Rafael Sanz – Buenos Aires / Argentina , 3/5/15 – atacante)

# 4 jogos

– Nilo (Nilo Cordeiro Magalhães – Salvador, 29/7/21 – atacante)

# 3 jogos

– Djalma (Djalma Antunes – Rio de Janeiro / RJ, 23/10/19 – atacante)

# 2 jogos

– Valido (Agustín Valido – Buenos Aires / Argentina, 31/1/14 – atacante)

# 1 jogo

– Artigas (Arturo da Silva Filho – Santana do Livramento / RS, 8/1/15 – médio)

– Dolly (Dolly Martins – Rio de Janeiro / RJ, 22/5/25 – goleiro)

# Técnico

– Flávio Costa (Flávio Rodrigues Costa – Rio de Janeiro / RJ, 14/9/1906)

# Presidente

– Dario de Mello Pinto (Cássia / MG, 17/9/1900 * Rio de Janeiro / RJ, 16/7/1985)

– Advogado, empresário e proprietário de fazendas

– Mandatos: de 15 de janeiro de 1943 a 14 de janeiro de 1945 – de 15 de janeiro de 1948 a 14 de janeiro de 1951

# Leia o texto para entender melhor a matéria

1) A mais abrangente fonte que existe para obter informações sobre o Campeonato Carioca de 1944 é o acervo da Biblioteca Nacional, disponível na sede da Avenida Rio Branco, e no site da instituição, na internet. A alternativa é consultar os livros que contam as histórias dos clubes, alguns detalhados, outros nem tanto, porém todos válidos. É importante ressaltar que o autor também recorreu aos seus arquivos particulares, reunidos desde a década de 1970. Mas vale lembrar que os arquivos da Federação Metropolitana de Futebol do Rio de Janeiro, a federação que organizava o campeonato, não existem mais.

2) Ao contrário do que ocorre hoje com alguma frequência, os jornais não publicavam as biografias dos jogadores. Além disso, vários clubes, e as próprias federações, não tiveram o cuidado de conservar tais informações, o que ainda impede a identificação completa de muitos deles. Aliás, muitas das informações encontradas na internet não são efetivamente confiáveis, sendo necessária pesquisa detalhada para confirmá-las.

3) O técnico, após 1933, já é uma função definida, mas não têm muita importância, tanto que as publicações nem sempre citam seus nomes, sequer em dias de jogos.

5) Eram poucas as ocasiões nas quais os jornais da época publicavam o público presente aos jogos. Ao contrário do que ocorria na época do amadorismo, os preços dos bilhetes e as rendas são divulgados, mas é difícil fazer uma estimativa da quantidade de torcedores presentes aos jogos com base em valores, pois havia variação de locais disponíveis – tribuna, cadeira, arquibancada e até geral, em alguns estádios.

4) As arbitragens do campeonato de 1944 só eram indicadas nos dias dos jogos, por sorteio.

5) No domingo, 10 de setembro de 1944, o Flamengo perdeu de 5 a 2 para o Botafogo, no estádio alvinegro, em General Severiano. Os jogadores rubro-negros alegaram que a bola chutada por Geninho, no quinto gol, não havia transposto a linha de meta. Logo, o vice-presidente e diretor de Futebol do clube, Francisco de Paula Noronha de Abreu, o Chico Abreu, deu ordem para o time sentar no gramado, impedindo a continuação da partida, que terminou efetivamente depois que o árbitro Aristideu Figueira, o Mossoró, aguardou o tempo regulamentar se esgotar. Só existiam na época duas possibilidades para avaliar se a bola havia entrado: a exatidão da fotografia, utilizada nas corridas de cavalo – o photochart – e as imagens em movimento dos jornais da tela exibidos nos cinemas, produzidas eventualmente por empresas como Cinédia, Herbert Richers e Pathé. No entanto, e ao que tudo indica, tais recursos foram ignorados, tanto que não houve sequer julgamento do fato na FMF. O resultado de 5 a 2 acabou sendo homologado. E o Flamengo sofreu apenas um castigo: não recebeu a sua parte na arrecadação total, que foi de oitenta mil e quinhentos e oitenta cinco cruzeiros, para que se tenha uma referência, o valor de um apartamento de quarto e sala no Leblon. A punição era imposta pela entidade a título de indenização. O próprio Chico Abreu, economista de profissão, e que havia assumido sozinho a responsabilidade de mandar o time sentar em campo, ressarciu os clubes do clube. O curioso é que Aristides Figueira, o Mossoró, foi o quinto árbitro no sorteio: Antônio da Rocha Dias e Mário Gonçalves Vianna, estavam vetados pelo Botafogo, e Belgrano dos Santos e João Aguiar, pelo Flamengo.

6) Em setembro, ainda com base na tragédia de 1943 no campo do São Cristóvão, o presidente da Metropolitana, Manuel Vargas Neto, resolveu interditar os estádios que tinham parte das arquibancadas de madeira, como o da Gávea. Para fazer as duas partidas finais em casa, direito que lhe atribuía a tabela, o Flamengo foi obrigado a construir novas acomodações, de cimento, em apenas 28 dias. Chico Abreu bancou a obra. E só recebeu o dinheiro de volta na administração de Hílton Santos, em 1946.

7) O Madureira Esporte Clube surgiu em 12 de outubro de 1971, com a fusão de três clubes do bairro: Imperial Basquete Clube, Madureira Atlético Clube e Madureira Tênis Clube. Mas a data original da fundação do MAC, 8 de agosto de 1914, foi mantida. O estádio da Rua Domingos Lopes não é o Aniceto Moscoso, também conhecido por Conselheiro Galvão, que só foi inaugurado em 1941.

8) O estádio do Bonsucesso, ainda hoje na Rua Teixeira de Castro, também era chamado de Estrada Norte, e só depois de 2013 é que ganhou o nome de Leônidas da Silva, que foi atleta do clube no começo da carreira.

9) O estádio do Fluminense, nas Laranjeiras, também era conhecido por Rua Guanabara, antigo nome da atual Pinheiro Machado, ou Rua Álvaro Chaves, na qual ainda há uma entrada para associados do clube. E só passou a se chamar Manoel Schwartz, após a morte do ex-presidente tricolor (1984-86 e 1998), que aconteceu em 23 de dezembro de 2003.

PUBLICAÇÕES CONSULTADAS

———————————————–

# Jornais e revistas

– A Manhã

– A Noite

– Correio da Manhã

– Diário Carioca

– Diário da Noite

– Diário de Notícias

– Gazeta de Notícias

– Globo Sportivo

– Jornal do Brasil

– Jornal do Commércio

– Jornal dos Sports

– O Fluminense

– O Globo

– O Jornal

– Sport Illustrado

# Livros

– Almanaque do Flamengo / Clóvis Martins e Roberto Assaf / Editora Abril

– Campos Sales, 118 – A História do América / Fernando Valle e Orlando Cunha / Editora Laudes

– Fluminense Football Club – História, Conquistas e Glórias / Antônio Carlos Napoleão / Editora Mauad

– Futebol no Botafogo – 1904 a 1950 / Alceu Mendes de Oliveira Castro / Gráfica Milone Ltda

– Histórico do Club de Regatas Vasco da Gama / José da Silva Rocha / Gráfica Olímpica Editora

– Nós é que somos banguenses / Carlos Molinari / Icone Gráfica e Editora