O Flamengo soube aproveitar o dia ruim do Atlético-MG para vencê-lo por 2 a 1, no Maracanã, e a exemplo do adversário, sem apresentar futebol convincente. A diferença para os líderes, que também vivem tropeçando, é pequena. No entanto, para provar que o milagre do título é possível, terá que vencer Bahia, Corinthians, Cruzeiro, São Paulo, Sport e Paraná fora de casa, o que parece impraticável.

Mal a partida começou e o Flamengo abriu o placar, com William Arão batendo de primeira no canto direito, aproveitando boa jogada de Trauco. O time até manteve o ritmo, tanto que chegou a marcar outro gol, com Henrique Dourado, anulado por posição irregular. O problema é que o Atlético não se assustou, e em pouco tempo o time carioca passou a cometer os erros habituais, notadamente a dificuldade de acertar os contra-ataques – no mais promissor, Lucas Paquetá entregou de graça ao adversário. Assim, Aos 22 minutos, Leonardo Silva apanhou de cabeça escanteio cobrado por Luan, e deixou tudo igual.

O jogo permaneceu equilibrado, sem muita graça, e o próprio técnico da equipe de Minas, Thiago Larghi, trocou Tomás Andrade por Cazares, aos 34. Logo depois, Chará, penetrando livre pelo meio, quase vira. Diego Alves evitou. Na realidade, o 1 a 1, ao fim do primeiro tempo, ficou de bom tamanho, pelo pouco que os times fizeram.

O Flamengo retornou com Vitinho no lugar de Matheus Sávio. E o jogo ficou praticamente igual até os oito minutos, quando Trauco levantou para Lucas Paquetá, que cabeceou à direita de Victor, sem chance para o goleiro. Novamente em vantagem, o time carioca tentou manter o toque de bola, mas quase sempre desatento atrás, proporcionando chances ao mineiro, que pôs Edinho no lugar de Luan, sem muita explicação.

No Flamengo, saiu Henrique Dourado e entrou Piris da Motta. E dada a baixa produtividade, Maurício Barbiéri sacou Vitinho, e lançou Marlos Moreno. O Atlético mandou Denílson para a vaga de Ricardo Oliveira, sem qualquer utilidade. Aos 45, Leonardo Silva bateu de curva. Aos 49, bola no travessão. Mas São Judas Tadeu, atento, não permitiu o pior. Foi o que se viu.

 

FLAMENGO 2 x 1 ATLÉTICO / MG

Data: Domingo, 23 de setembro de 2018.

Competição: Campeonato Brasileiro / 26ª rodada.

Local: Estádio Jornalista Mário Filho / Maracanã, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 36.018 pagantes / 39.462 presentes / 3.444 gratuidades.

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos / PR.

Gols: William Arão 1’, Leonardo Silva 22’ e Lucas Paquetá 53’.

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Réver, Léo Duarte e Trauco; Cuellar, William Arão, Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro; Matheus Sávio (Vitinho – intervalo) (Marlos Moreno 81’) e Henrique Dourado (Piris da Motta 71’). Técnico: Maurício Barbiéri.

ATLÉTICO: Victor, Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana e Fábio Santos; José Welison, Elias, Tomás Andrade (Cazares 34’) e Luan (Edinho 69’); Chará e Ricardo Oliveira (Denílson 84’). Técnico: Thiago Larghi.