O Flamengo cumpriu a estrita obrigação de derrotar a pior equipe do Estadual, 4 a 1 no Maracanã, sem mostrar brilho algum, apenas a débil necessidade de fazer o placar, para somar os três pontos. Estava tão fácil que até Vitinho saiu aplaudido. É triste afirmar, no entanto, que além de obter a façanha de tomar gol do adversário, a queda lamentável na Taça GB não foi suficiente para arrancar a marra – do time e da torcida. Se não mudar a postura, encarando o campeonato com seriedade, não o conquistará. São raros os que sabem dos três títulos cariocas sobre o Fluminense, que precisa ser mantida.

O gol de Vitinho no primeiro minuto escancarou a tremenda fragilidade do Americano. Uma grande oportunidade para construir um excelente saldo de gols. Mas o Flamengo não conseguiu ampliar. Faltou tranquilidade, ou pior, precisão. No fim do primeiro tempo, o time diminuiu o ritmo, e o Americano chegou em duas ou três ocasiões, em busca da chamada bola vadia. Quase empatou. “Eles estão bem fechados”, alegou Gabriel. Não estavam. Como ficou mais uma vez evidente no começo da etapa final, quando o Flamengo marcou dois gols em sequência, com Vitinho e Gabriel, decidindo a partida.

Daí em diante, a preguiça voltou, permitindo que o Americano desafiasse a si próprio, marcando gol, com Espinho, de cabeça. Envergonhado, o Flamengo diminuiu o vexame, com Diego, que fez 4 a 1. Um domingo de pobreza.

FLAMENGO 4 x 1 AMERICANO / RJ

Data: Domingo, 24 de fevereiro de 2019.

Competição: Campeonato Estadual / Taça Rio de Janeiro / 1ª rodada.

Local: Estádio Jornalista Mário Filho / Maracanã, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 24.854 pagantes / 26.405 presentes / 1.551 gratuidades.

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Rafael Sepeda de Souza / RJ.

Cartão amarelo: Marcus Vinícius 29’.

Gols: Vitinho 1’ e 48’, Gabriel 51’, Espinho 83’ e Diego 85’.

FLAMENGO: Diego Alves, Pará (Rodinei 81’), Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuellar, William Arão (Henrique Dourado 79’), Arrascaeta e Diego; Gabriel e Vitinho (Berrio 77’). Técnico: Abel Carlos da Silva Braga.

AMERICANO: Luiz Henrique, Léo Rosa (Sanderson – intervalo), Espinho, Júnior Santos e Rafinha; Abuda, Vandinho, Leozinho (Gustavo Tonoli – intervalo) e Marcus Vinícius; Flamel e Romário (Mateus 68’). Técnico: Josué Teixeira.



(Foto: André Durão via globoesporte)