Não seria um absurdo afirmar que o Flamengo obteve um milagre, ao vencer o Fluminense por 2 a 1, em partida confusa do início ao fim, embora não seja possível ignorar que o time lutou bravamente pelo resultado, apesar da inferioridade, jogando com 10 contra 11. O Tricolor desperdiçou a chance de pressionar quando o adversário parecia perdido no horizonte. 

Mal a bola rolou e um empurrão grosseiro Matheus Ferraz em Rodrigo Caio levou o VAR a anular um gol do Fluminense, dando origem a um jogo truncado, e equilibrado, sem muito brilho, até os 29 minutos, quando o Flamengo fez 1 a 0, em chute longo de Renê, mantendo superioridade, e a possibilidade de ampliar, o que não ocorreu, pois faltou objetividade. Quando o Rubro-Negro começava a ter o controle da partida, Bruno Henrique atingiu Gilberto, e recebeu o cartão vermelho. A saída do atacante e o resultado deixavam o jogo aberto para a etapa derradeira.

Como era possível prever, o Flamengo voltou recuado, disposto a segurar a pequena vantagem. É quase impossível fazê-lo, em qualquer circunstância, principalmente em clássicos. Aos 13 minutos, Léo Duarte fez pênalti em Everaldo, anotado pelo VAR, e Yonny Gonzalez cobrou à esquerda: 1 a 1. Abel Braga lançou Lucas Silva no fantasma Vitinho.

O Rubro-Negro, com 10, continuou inofensivo, sem ter a noção de como poderia marcar um gol, enquanto o Fluminense tocava a bola, certo de que assim chegaria ao terceiro. Aos 30, Arrascaeta substituiu Ronaldo. Sem alternativa, o time da Gávea saiu desordenado em busca do improvável. Nos acréscimos, Léo Santos empurrou Lucas Silva. Éverton Ribeiro pôs no canto esquerdo e meteu 2 a 1. O Fla-Flu tem sempre suas surpresas. Foi apenas mais uma.

FLAMENGO 2 x 1 FLUMINENSE / RJ

Data: Quarta-feira, 27 de março de 2019.

Competição: Campeonato Estadual / Taça Rio de Janeiro / Semifinais.

Local: Estádio Jornalista Mário Filho / Maracanã, no Rio de Janeiro / RJ.

Público: 21.973 pagantes / 24.614 presentes / 2.641 gratuidades.

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, Luiz Cláudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correia Farinha / RJ.

Cartões amarelos: Luciano 16’, Bruno Henrique 31’, Matheus Ferraz 33’, Aírton 34’, Ronaldo 36’, Éverton Ribeiro 66’, William Arão 73’, Diego Alves e Dodi 89’ e Everaldo e Pará 90’.

Cartões vermelhos: Bruno Henrique 45+3’ (falta em Gilberto) e Paulo Henrique Ganso 95’ (agressão ao árbitro).

Gols: Renê 29’, Yonny Gonzalez 59’ (penalty falta em Everaldo) e Éverton Ribeiro 92’ (pênalti – falta de Léo Santos em Lucas Silva).

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Ronaldo (Arrascaeta 77’), William Arão e Éverton Ribeiro; Bruno Henrique, Uribe (Vitor Gabriel 78’) e Vitinho (Lucas Silva 57’). Técnico: Abel Carlos da Silva Braga.

FLUMINENSE: Rodolfo, Gilberto (João Pedro 96’), Léo Santos, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Aírton (Allan 45+2’), Bruno Silva (Dodi 85’), Paulo Henrique Ganso e Everaldo; Yonny Gonzalez e Luciano. Técnico: Fernando Diniz.

(Foto: Felipe Siqueira via Twitter)